CNBB PUBLICA DIRETRIZES GERAIS PARA 2015 A 2019

J√° est√° dispon√≠vel nas Edi√ß√Ķes CNBB o Documento 102 da Confer√™ncia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), “Diretrizes Gerais da A√ß√£o Evangelizadora da Igreja no Brasil 2015-2019” (DGAE 2015-2019). O texto foi o tema central da 53¬™ Assembleia Geral da Confer√™ncia, realizada de 15 a 24 de abril, em Aparecida (SP). Neste novo documento, as orienta√ß√Ķes pastorais do quadri√™nio 2011-2015 foram atualizadas a partir da Exorta√ß√£o Apost√≥lica Evangelii Gaudium e do pronunciamento do papa Francisco aos bispos em julho de 2013, no Rio de Janeiro (RJ), por ocasi√£o da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).
“Elas expressam a raz√£o da evangeliza√ß√£o, da a√ß√£o evangelizadora, da missionariedade. Indicam os elementos fundamentais para a anima√ß√£o da a√ß√£o evangelizadora da Igreja no Brasil”, explica o bispo auxiliar de Bras√≠lia e secret√°rio geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner.
Para dom Leonardo, “a Igreja no Brasil participa do cuidado pela prega√ß√£o, pelo testemunho” e deseja responder √† pergunta do papa Francisco: “O que Deus pede a n√≥s?”. “Os bispos do Brasil, com as Diretrizes da A√ß√£o Evangelizadora 2015-2019, fazem repercutir a interroga√ß√£o do papa”, diz o bispo.
As Diretrizes auxiliar√£o no processo de planejamento pastoral das Igrejas particulares, do secretariado geral da CNBB, das iniciativas da vida consagrada e dos movimentos eclesiais.
Nesta nova vers√£o das DGAE, est√£o as urg√™ncias mission√°rias do Documento de Aparecida enriquecidas com as propostas da Alegria do Evangelho e de uma Igreja em sa√≠da, bem como das medita√ß√Ķes da constitui√ß√£o Verbum Domini. “O magist√©rio de papa Franscisco demonstra que as urg√™ncias devem tornar-se prioridade na a√ß√£o evangelizadora da Igreja no Brasil”, considera dom Leonardo.
O documento est√° divido em quatro cap√≠tulos. O primeiro  apresenta a reflex√£o “A partir de Jesus Cristo”. O texto destaca as atitudes fundamentais do disc√≠pulo mission√°rio e a Igreja em sa√≠da. No segundo cap√≠tulo, “Marcas de nosso tempo”, os bispos tratam do contexto atual de mudan√ßa de √©poca e mostram os riscos e consequ√™ncias desta realidade. O terceiro e o quarto cap√≠tulos abordam, respectivamente, as urg√™ncias da a√ß√£o evangelizadora  e as perspectivas de a√ß√£o para cada uma. S√£o cinco as urg√™ncias: Igreja em estado permanente de miss√£o; Igreja: casa da inicia√ß√£o √† vida crist√£; Igreja: lugar de anima√ß√£o b√≠blica da vida e da pastoral; Igreja: comunidade de comunidades; Igreja a servi√ßo da vida plena para todos.
Assim como nas DGAE 2011-2015, a CNBB organizou o documento com um anexo em que s√£o dadas “Indica√ß√Ķes de operacionaliza√ß√£o”, com caminhos para as urg√™ncias serem colocadas em pr√°tica. Esta parte do documento apoiar√° as Igrejas particulares na constru√ß√£o de seus planos pastorais.
 Adquira o Documento 102 da CBBBwww.edicoescnbb.com.br ou (61) 2193-3019
fonte CNBB

Coment√°rios

DESTAQUES

BLOGS


INSTAGRAM @JUFRADOBRASIL