Jovens do Brasil inteiro superam dificuldades e se preparam para a JMJ Rio2013

Juventude Franciscana do Piauí: muito trabalho e uma promoção
A Jornada Mundial da Juventude est√° chegando. Milhares de jovens do mundo todo j√° confirmaram suas inscri√ß√Ķes e agora est√£o fazendo os √ļltimos preparativos. E n√£o √© f√°cil: em um pa√≠s gigantesco, as passagens a√©reas s√£o muito caras, os jovens n√£o t√™m tanta grana. Por isso, √© preciso economizar, negociar, fazer todo tipo de atividades para levantar dinheiro. Mas com esfor√ßo, determina√ß√£o e muita ora√ß√£o, tudo √© poss√≠vel.

A dist√Ęncia entre Porto Velho e o Rio de Janeiro √© de aproximadamente 2.700 km em linha reta – equival, √† dist√Ęncia entre Lisboa, em Portugal, e Vars√≥via, na Pol√īnia, atravessando seis pa√≠ses europeus. Mas n√£o √© todo esse ch√£o que vai desanimar a juventude de Rond√īnia. Pouco antes de receber a peregrina√ß√£o da Cruz dos Jovens e do √ćcone de Maria, em agosto de 2012, eles come√ßaram a se organizar. A Par√≥quia S√£o Luiz Gonzaga enviar√° cerca de 200 jovens. Entre eles, h√° membros da Rena√ß√£o Carism√°tica Cat√≥lica (RCC), da Pastoral da Juventude (PJ) e do Neocatecumenato. As demais par√≥quias de Porto Velho tamb√©m enviar√£o peregrinos, entre os quais haver√° tamb√©m salesianos, focolares, membros da Inf√Ęncia e Adolesc√™ncia Mission√°ria (IAM), e membros de outras express√Ķes eclesiais.
Nem a dist√Ęncia segura a juventude de Porto Velho

Em raz√£o da dist√Ęncia, as passagens a√©reas entre Porto Velho e o Rio s√£o muito caras – sem contar que os trajetos costumam ser cheios de escalas e conex√Ķes, tornando a viagem muito cansativa. Para levantar a grana, os jovens porto-velhenses j√° fizeram festivais de sorvete, de pizzas e massas, de feijoada e at√© de yakissoba. Tamb√©m foram para as portas de col√©gios e faculdades vender lanches, sucos e √°gua.
- A prepara√ß√£o pra JMJ em Porto Velho j√° tem garantido o despertar da juventude para Igreja. Acredito que ser√° um momento de grande avivamento na f√© cat√≥lica brasileira, sobretudo para juventude. Seremos contagiados pela un√Ęnime alegria de seguir Jesus Cristo juntamente com milhares de peregrinos de tantos pa√≠ses – prev√™ a coordenadora do Setor Juventude de Porto Velho, Karoline Monteiro, que tem 28 anos e √© doutoranda em Ci√™ncias Jur√≠dicas e Sociais.
Teresina tamb√©m n√£o √© perto do Rio e os pre√ßos das passagens tamb√©m s√£o salgados. L√°, os jovens enfrentam os mesmo problemas e buscam solu√ß√Ķes parecidas. Al√©m de fazer festivais, organizam rifas e buscam apoio financeiro entre os amigos e familiares. A jovem J√©ssica Lima, coordenadora de um grupo de 100 peregrinos da Juventude Franciscana (Jufra) do Piau√≠, diz que, mesmo assim, quase n√£o deu: apesar de todo o esfor√ßo, muitas pessoas do grupo n√£o estavam conseguindo comprar as passagens, cada vez mais caras – e a√≠ apelaram para a intercess√£o de S√£o Francisco e Nossa Senhora de Lourdes. Ela conta que rezou pedindo ajuda a eles durante um Congresso Internacional da ordem dos Frades Menores em Canind√© (PI).
- No final do dia, quando entrei no meu e-mail, tinha um link para uma promoção de passagens aéreas. Imediatamente, liguei para todos os irmãos que ainda não tinham comprado as suas passagens e efetuamos a compra de todos. O mais divino é que o valor de cada passagem estava 90% mais barato. Foi um momento de muita felicidade, chorávamos de alegria falando ao celular, pois outros irmãos que não iam para a JMJ puderam participar. Após a JMJ, todos os irmãos que se beneficiaram com a promoção terão que pagar a promessa feita: visitar Canindé e agradecer pessoalmente a São Francisco e Nossa Senhora de Lourdes pela intercessão Рconta Jéssica.
Renato Queiroz (no centro) e os amigos: vendendo √°gua e trufas para ir ao Rio
Vender produtos para arrecadar recursos também não é coisa fácil. Às vezes, é preciso vencer a timidez. Foi assim com o jovem Renato Queiroz, que faz parte de um dos grupos de peregrinos da Comunidade Shalom de Fortaleza. Atualmente, ele e um amigo, Eduardo, estão vendendo trufas para juntar a grana, mas começaram vendendo água na porta da Universidade Federal do Ceará.
- Chegamos envergonhados e sem saber o que √≠amos fazer, sem saber como abordar as pessoas. A primeira coisa foi rezar, e o Esp√≠rito Santo foi fazendo pouco a pouco. Logo, j√° est√°vamos correndo atr√°s dos √īnibus e parando os carros para vender – relata.
J√° a jovem Paula Fernandes, de Goi√Ęnia, fala de um problema diferente. Ela faz parte de um grupo de 10 peregrinos da Pastoral da Juventude da Par√≥quia Nossa Senhora Auxiliadora. A maior dificuldade deles √© o fato de que a maioria trabalha e precisa tirar folga para participar da Jornada Mundial da Juventude. Mas persiste a f√© de que, at√© l√°, tudo se resolva. Assim como os jovens de outras regi√Ķes, est√£o organizando festas e rifas para arrecadar dinheiro. Tamb√©m vender√£o pulseiras at√© o dia do embarque.
Jovens de Goi√Ęnia se preparam para ir √† JMJ
Paula, que participou da JMJ Madri, em 2011, espera que a Jornada do Rio seja igual.
- Muita diversão, muitos jovens em oração. Que seja um evento para nos revigorar na fé. Além disso, que, ao ver o Papa Francisco, possamos ter uma emoção viva do amor de Deus. Espero o encontrar o amor de Deus em cristãos do mundo inteiro e ver a força da fé e a animação de uma igreja que é viva no mundo todo Рdiz.
Você também está se preparando? Como? Quais são as dificuldades? E como está conseguindo superá-las?


Fonte: JovensConectados

Coment√°rios

DESTAQUES

BLOGS


INSTAGRAM @JUFRADOBRASIL