Viva a Semana Santa com intensidade


A Semana Santa √© o ponto alto de todas as celebra√ß√Ķes que realizamos na Igreja. Contemplamos a paix√£o, morte e ressurrei√ß√£o do Senhor, Jesus Cristo.Infelizmente, o afastamento da religi√£o tem levado muitas pessoas, contaminadas por um secularismo, isto √©, uma indiferen√ßa com rela√ß√£o a f√©, a viver esses dias como se fossem nada mais do que um simples "feriad√£o".

Não são poucos os católicos que também negligenciam o verdadeiro valor da Semana Santa, esquecem que é o momento de revigorar a fé e deixar-se envolver pelo grande amor de Deus manifestado em Jesus, nosso Senhor. Foi por nós que Deus permitiu que seu filho sofresse o mais cruel de todos os sofrimentos, a morte de cruz, para desse modo mostrar o quanto nos ama.

A cruz, mais do que sinal de supl√≠cio, √© na verdade a maior prova de amor de Deus pela humanidade.Infelizmente, poucos ainda est√£o convencidos do amor do Pai, amor incondicional e irrestrito. S√≥ o amor √© capaz de transfigurar o cora√ß√£o do homem, s√≥ a descoberta verdadeira de Deus, atrav√©s de uma experi√™ncia viva de amor, nos faz descobrir o verdadeiro sentido de nossa exist√™ncia. Como chegar a essa experi√™ncia, sen√£o por meio de uma decis√£o firme de ren√ļncia a tudo que obscurece a imagem de Deus em n√≥s?

Fomos criados para acolher e viver o amor de Deus. Esse √© o √ļnico caminho que o homem moderno precisa redescobrir. N√£o permitir que uma cultura pretensiosamente autossuficiente, onde se pretende construir a vida ignorando ou excluindo Deus, se imponha de forma ditatorial.
 
O Santo Padre pediu-nos para n√£o cedermos √† "ditadura do relativismo", em que nenhuma verdade √© definitiva. Procuremos construir nossas vidas e orient√°-la sempre segundo os crit√©rios e as verdades do Evangelho. Digamos "n√£o", portanto, √†s opini√Ķes veiculadas pelas id√©ias mostradas particularmente pelos meios de comunica√ß√£o que, ao inv√©s de formar, deformam a consci√™ncia moral, sobretudo dos jovens e adolescentes.
 
A Semana Santa é o momento propício para nós, cristãos, discípulos e missionários, testemunharmos a Pessoa de Jesus Cristo. Ele que veio para dar testemunho da verdade. A verdade é Deus, Deus é amor e consequentemente é impossível separar amor e verdade. Só a verdade é capaz de nos libertar verdadeiramente.

As celebra√ß√Ķes da Semana Santa nos evangelizam para escolhermos o amor e a verdade. Nos faz entender melhor o sentido do ser e do agir crist√£o, cuja refer√™ncia √© o pr√≥prio Senhor. A Paix√£o, a crucifica√ß√£o e a morte do Senhor s√£o os caminhos da vit√≥ria, caminhos imprescid√≠veis, necess√°rios para se chegar √† Ressurrei√ß√£o.

A cruz √© dizer "n√£o" ao pecado, como fez Jesus. Ele preferiu morrer vitimado pelo pecado do que ceder √†s "vantagens" do pecado. A cruz √© um "n√£o" ao mal e um "sim" ao amor. N√£o √© f√°cil dizer "sim" √† vontade de Deus e "n√£o" ao pecado. Exige ren√ļncia e sacrif√≠cio. Mas s√≥ imitando o nosso Senhor, percorrendo o nosso calv√°rio cotidiano, descobriremos o valor da nossa exist√™ncia, qu√£o grande e maravilhosa √© a vida. Felizes os que constroem as suas vidas sobre a verdadeira rocha.

Que a Semana Santa seja o momento propício de tomada de decisão, cada vez mais firme Àquele que é o rosto de Deus entre nós.

Padre Luiz Fernando - Madureira/RJ
Fonte: www.soucatequista.com.br

Coment√°rios

DESTAQUES

BLOGS


INSTAGRAM @JUFRADOBRASIL