SOS Pernambuco e Alagoas: uma campanha para salvar vidas


A C√°ritas Brasileira Regional Nordeste II e a Confer√™ncia Nacional dos Bispos do Brasil Regional Nordeste 2 (CNBB-NE2) lan√ßam hoje (23) campanha de emerg√™ncia intitulada “SOS Pernambuco e Alagoas” em favor dos atingidos pelas chuvas. As doa√ß√Ķes poder√£o ser depositadas no Banco do Brasil, Ag√™ncia 3505-X, Conta Corrente 5821-1.

Os estragos provocados pelas inunda√ß√Ķes provocaram, segundo a Secretaria Nacional de Defesa Civil, mais de 40 mortes nos dois estados. A cat√°strofe contabiliza, de acordo com dados de ontem (22), 29 mortes em Alagoas e, 15, em Pernambuco. De acordo com a Defesa Civil de Alagoas, esses n√ļmeros podem aumentar √† medida que as equipes de socorro enviem novos dados.

A situa√ß√£o foi criada pelo aumento do n√≠vel das √°guas nas cabeceiras dos rios, situados em Pernambuco, os quais, hidrograficamente, des√°guam na regi√£o do Vale do Para√≠ba, Vale do Munda√ļ e Vale do Camaragibe. A falta de √°gua, de alimentos, de abrigo, dentre outras, atinge mais de 200 mil pessoas nos dois estados.

Em Alagoas, segundo os boletins oficiais, o rio Munda√ļ subiu seis metros repentinamente na sexta-feira (18), causando enchente no Vale do Munda√ļ. H√° registro de que 177.282 pessoas foram afetadas pelas chuvas e 607 desaparecidos, dos quais 500 v√≠timas somente no munic√≠pio de Uni√£o dos Palmares. At√© agora, 26.141 pessoas est√£o desabrigadas e 47.687 est√£o desalojadas. H√° 21 munic√≠pios desse estado atingidos e 15 deles decretaram situa√ß√£o de calamidade p√ļblica. Mais de 4 mil casas foram destru√≠das.

Os √≥bitos em Alagoas foram registrados nos munic√≠pios de Uni√£o dos Palmares; Murici; Branquinha; Rio Largo; Santana do Munda√ļ; Joaquim Gomes; e Paulo Jacinto. Em Alagoas, 17 munic√≠pios est√£o em estado de emerg√™ncia e 15 cidades em situa√ß√£o de calamidade p√ļblica.

Em Pernambuco, os registros da Defesa Civil estadual indicam que 54 munic√≠pios foram afetados pelas chuvas, dos quais 30 est√£o em situa√ß√£o de emerg√™ncia e outros nove em situa√ß√£o de calamidade p√ļblica decretados pelo governador Eduardo Campos. Ainda de acordo com a Defesa Civil, 42 mil pessoas tiveram de deixar suas casas; 17.808 est√£o desabrigadas e, 24.552, desalojadas.Em estado de calamidade p√ļblica, encontram-se nove munic√≠pios outros 30 est√£o em situa√ß√£o de emerg√™ncia. Mais 15 munic√≠pios de Pernambuco foram afetados pelas chuvas.

Durante uma das plen√°rias da IV Confer√™ncia Nacional das Cidades, em andamento desde 19/6 e prosseguir√° at√© 26, o presidente da Rep√ļblica, Luiz In√°cio Lula da Silva, disse √† imprensa que o governo federal vai enviar cerca de R$ 1,2 bilh√£o para socorrer dois estados e para apoiar os governadores estaduais Teot√īnio Vilela Filho (Alagoas) e Eduardo Campos (PE). H√° informa√ß√Ķes da imprensa de que o governo vai enviar tamb√©m mais R$ 300 milh√Ķes para reconstru√ß√£o das cidades destru√≠das.

Em Pernambuco, houve a distribuição, até agora, do total de 191,5 toneladas de alimentos e outras 52 de água foram entregues nos municípios mais afetados. Em Alagoas, 15 mil cestas doadas pelas CONABs de São Paulo, do Ceará, de Minas Gerais, e do Rio Grande do Sul, bem como oito mil cestas doadas pela CONAB de Alagoas, já foram doadas nos locais mais necessitados. São Paulo e Rio Grande do Sul também doaram 21 mil toneladas de alimentos, cobertores, roupas.

* Assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira

http://www.caritas.org.br/noticias.php?code=13&id=953&filtro=16

Coment√°rios

DESTAQUES

BLOGS


INSTAGRAM @JUFRADOBRASIL