sábado, 16 de abril de 2016

NOTA DA ORDEM FRANCISCANA SECULAR DO BRASIL SOBRE O ATUAL MOMENTO DA POLÍTICA BRASILEIRA


Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (Jo 8, 32).
A ORDEM FRANCISCANA SECULAR DO BRASIL, unindo-se a JUFRA, CFFB, CNBB e outros movimentos Religiosos, percebe e esclarece que vivemos um momento muito difícil da história democrática do nosso país, talvez um dos mais delicados. O Brasil está dividido, pois o acirramento é evidente entre as duas posições: a favor ou contra o Impeachment.
Enquanto representantes de uma Ordem de leigos (Ordem Franciscana Secular do Brasil-OFS), que tem São Francisco como nosso Pai Seráfico, homem da paz, do amor, da serenidade, da plenitude da essência cristã, não podemos deixar de transmitir uma mensagem a todos os irmãos e irmãs, para todas as fraternidade e, de modo geral, à sociedade.
Contudo, nossa mensagem não pode ser para acirrar ainda mais esse momento, porque compreendemos que mesmo entre nós Franciscanos Seculares existem posicionamentos divergentes. Nosso pronunciamento é para lembrar, em primeiro lugar, que Cristo veio em um mundo conturbado, não para reinar ou sobrepor a qualquer ordem, mas para transmitir uma mensagem de paz.
Como Cristo, São Francisco também, mesmo vivendo em tempos conturbados da Igreja e do mundo, procurou dar seu testemunho, com a própria vida, para dizer que o melhor caminho é a busca da fraternidade.
Compreendemos que a democracia está em risco, não apenas pelo fato do impedimento da presidente, mas cabe um olhar nas entrelinhas e o que se percebe é que ninguém, ou pelos menos a grande maioria não está isenta de um sistema político, eleitoral e econômico perverso, que não é de agora que vem ditando as regras e fazendo se alastrar a corrupção em praticamente todas as esferas do poder.
A crise que estamos passando, de falta de ética e de moral, se alastra e toma proporções gigantescas porque falta a essência vital nas veias, na mente, no coração e nos atos de grande parte dos políticos e de muitos cidadãos, o Cristo do amor e do perdão.
A corrupção precisa ser banida, mas os fins não podem justificar os meios. É preciso que a ordem possa ser restabelecida, para que o Brasil e os brasileiros possam voltar a sonhar e ter esperanças de crescimento e que cada brasileiro volte a ter uma melhor condição de vida.
Assim, queremos conclamar a cada um e cada uma, que na contramão do ódio e da intolerância, seja agente da paz e da serenidade, “onde houver ódio que levemos o amor”. É preciso que enxerguemos com os olhos da fé, reorganizando os sentimentos para discernirmos os verdadeiros propósitos que norteiam cada gesto, cada ação dos que estão na linha de frente de todo esse tumulto, para não nos tornarmos massa de manobra nas mãos de quem quer que seja.
Por fim, reflitam, devemos agir, mas, acima de tudo, rezemos por nossa pátria amada Brasil, para que as instituições cumpram os seus objetivos e que nós sejamos portadores da esperança e do amor e não do ódio.

Paz e Bem! 

Conselho Nacional da OFS do Brasil



O que achou?

0 comentários: