sábado, 1 de junho de 2013

JUFRA do Brasil envia Carta à XV Assembleia Nacional da Pastoral da Juventude do Meio Popular


“(...) reafirmamos ser presença desafiadora na sociedade, inserindo-nos no meio popular e assumindo-o, através da relação entre fé e vida, celebração e compromisso, humanidade e tecnologia.”
(Carta de Guaratinguetá: a JUFRA que queremos ser!).

Santa Rita-PB e Uberlândia-MG, 01 de Junho de 2013.

Queridos irmãos e irmãs reunidos na XV Assembleia Nacional da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP)

Paz e Bem!

No espírito de fraternidade e comunhão, escrevemos a vocês reunidos na XV ANPJMP, à luz do tema: “PJMP – Avançar na organização reafirmando as bandeiras de luta” e do lema: “Eu quero ver acontecer, sonho de muitos, acontecer”, para refletirem os caminhos que esta importante Pastoral deve trilhar nos próximos anos. Um momento de reflexão como esses é importante para a caminhada de todos os movimentos e expressões juvenis, por isso não poderíamos deixar de manifestar nossa parceria e refirmar que estamos em sintonia e oração com todos vocês.

Em comunhão afetiva e efetiva com as PJs (PJ, PJMP, PJR e PJE), queremos viver aquilo que professamos no Manifesto da JUFRA do Brasil: “Cremos no Cristo pobre, humilde e crucificado que se identifica com os empobrecidos, marginalizados e oprimidos de nossa sociedade.” (Manifesto da JUFRA do Brasil, item 03).

Com a vida e o testemunho de vocês, irmãos e irmãs, da Pastoral da Juventude do Meio Popular, ajudem-nos a “(...) viver na solidariedade afetiva e efetiva com os pobres e humildes, defendendo com amor e coragem, sua dignidade humana e cristã, num espírito de comunhão em prol da libertação.” (ibidem. item 10).

Que o Espírito do Deus da Vida prossiga animando e fortalecendo os jovens do meio popular a não deixarem a lamparina apagar, nem cair a profecia!

Recebam nosso abraço no Ileaô desses dias em Goiás,


Mayara Ingrid Sousa Lima
Secretária Fraterna Nacional da JUFRA

Emanuelson (Elson) Matias de Lima
Subsecretário Nacional de Ação Evangelizadora
O que achou?

0 comentários: