domingo, 22 de março de 2020

INAFRA - Infância e Adolescência Franciscana




CIRCULAR N 01/2020

Minhas irmãs e meus irmãos da JUFRA e OFS do Brasil, Família Franciscana, organizações parceiras, nossa querida Infância e Adolescência Franciscana (INAFRA): 

Paz e bem!

Por muito tempo colocamos a Secretaria de Infância, Micro e Mini Franciscanos (IMMF) como nossa prioridade, com o intuito de melhor servirmos às crianças e adolescentes, que chegam em nossas fraternidades com o desejo de conhecer Jesus pela ótica do carisma franciscano.

No ano de 2018, o Secretariado Fraterno Nacional 2016/2019 lançou um material convidando todas as Fraternidades Locais para responderem ao questionário do Raio-X da IMMF, no sentido de recomeçar desde as bases, onde realmente acontece a JUFRA/IMMF, buscando conhecer mais como se encontrava o serviço e quais eram os anseios. 

Depois de um período de coleta de dados, vivenciamos nas seis áreas da JUFRA do Brasil as Escolas de Formação em IMMF, com o objetivo de aprofundarmos ainda mais as inquietudes dessa juventude que deseja ser presença fraterna junto aos pequenos. Nesse processo, destacamos a participação ativa de crianças e adolescentes.

No ano de 2019, mais precisamente nos dias 22 a 24 de novembro, em Brasília/DF, realizamos o II Seminário Nacional da Juventude Franciscana em IMMF, com o objetivo de agregar todos os trabalhos e indicar para a JUFRA do Brasil novas Diretrizes de Formação para as crianças e adolescentes. De tantos anseios, nasceu também uma Declaração Fraterno-Pastoral, com o objetivo de aprofundarmos a organização e a caminhada. 

Conseguimos com êxito aprovar esses dois documentos e, agora, serão apresentados de maneira oficial para toda a JUFRA do Brasil e organizações parceiras, com o desejo de serem realmente trabalhados e vividos de modo especial nas fraternidades locais. Esses documentos serão colocados em prática sob caráter experimental até 2022, quando realizaremos o Congresso Nacional Eletivo e Extraordinário, e após análise positiva de experiência, aprovarmos oficialmente esses facilitadores do nosso trabalho. 

Peço a Deus uma misericórdiosa benção a todos aqueles que se dedicaram e se dedicarão a colocar em prática esse serviço de lavar os pés dos irmãos; que Santa Rosa de Viterbo seja nossa inspiração de sermos cada vez mais uma juventude ousada, de modo especial na promoção e acompanhamento da - agora - Infância e Adolescência Franciscana.


O que achou?

0 comentários: