sexta-feira, 5 de julho de 2019

Fórum Franciscano sobre o Sínodo Pan-Amazônico


Iniciou nessa quinta-feira, 04 de julho, no Centro Arquidiocesano São José, em Manaus (AM), o Fórum Franciscano Para o Sínodo Pan-Amazônico. O fórum tem como objetivo conduzir franciscanos e franciscanas a voltarem o olhar e o coração aos apelos do Papa Francisco através de sua convocação para o Sínodo Pan-Amazônico.
O evento é promovido pela Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB) e conta com a colaboração do Bispo Arquidiocesano da capital amazônica, Dom Sérgio Castriani, de Moema Miranda da Ordem Franciscana Secular (OFS), Frei Luiz Carlos Susin (OFMCap), Frei Florêncio Vaz (OFM) e dos assessores da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM).
Durante o fórum serão realizados debates, estudos e conferências para o aprofundamento na solicitação do Papa Francisco. A conclusão será nesta sexta-feira (06) em um Momento Celebrativo: Cântico das Criaturas e Laudato Si.

“Como filhos e filhas de Francisco de Assis não podemos ficar alheios às contradições sociais da realidade contemporânea, com as quais somos chamados a confrontar-nos em especial quando se refere a sermos colaboradores na preservação de toda a biodiversidade, no respeito aos povos originários que vivem na Amazônia”, expressou o presidente da CFFB, Frei Éderson Queiroz (OFMCap), em sua carta de convocação ao evento.
O evento iniciou às 10 horas no Centro Arquidiocesano São José em Manaus com a apresentação e boas-vindas do presidente da CFFB, Frei Éderson Queiroz (OFMCap). Logo após, veio a fala do Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, com a apresentação do Sínodo Pan-Amazônico, como é ser igreja na Amazônia e o que o Papa Francisco espera da igreja na Amazônia.
No período da tarde, o Frei Luiz Carlos Susin (OFMCap) explanou a respeito da mudança de hábitos, conversão pastoral, ecológica e eclesial na Amazônia. Frei Florêncio Vaz falou sobre a Ecologia Integral Franciscana. E Frei João Messias, OFM, testemunhou sua vivência com os Munduruku, experiência missionária na Prelazia de Itaituba com mais de 58 comunidades indígenas que vivem com relação de pertença com a Floresta, mas ameaçados pela extração de minérios e outros impactos socioambiental.

Ir. Clarice Barri, Catequista Franciscana, relatou sobre Mobilidade Humana em Assis, área de Fronteira entre Brasil, Bolívia e Peru. Foram expostas o diagnóstico social, econômico e religioso. Além de diálogo, sincretismos e intercâmbio.
Ao longo do Fórum Franciscano, em sua página no Facebook, a CFFB está realizando transmissões ao vivo. Os irmãos e irmãs também podem acompanhar também por meio da Rádio Santo Antônio 
Francisco de Assis, patrono da ecologia, “irmão da natureza”, figura sempre muito atual, foi um dom para a Igreja, um estímulo para nós e um testemunho para a humanidade. A seu exemplo, possamos nós, franciscanos e franciscanas, cumprirmos nossa missão em defesa da vida e do cuidado da casa comum, com vigor renovado e com a audácia reformadora que o caracterizou.
O que achou?

0 comentários: