segunda-feira, 18 de março de 2019

NOTA POR OCASIÃO DO FALECIMENTO DE PAULO MACHADO

Nota por ocasião do falecimento de Paulo Machado
“Louvado sejas, meu Senhor, por nossa irmã a Morte corporal, da qual homem algum pode escapar. (...)
Felizes os que ela achar conformes á tua santíssima vontade,porque a morte segunda não lhes fará mal!” (Cântico das criaturas)

Rio de Janeiro, 18 de março de 2019.

É com o coração triste que comunicamos o falecimento de nosso amado irmão Paulo Machado da Costa e Silva. Após 101 anos de uma presença fraterna e de uma vida dedicada ao carisma franciscano, de modo especial à OFS, com coerência e amor, Paulo Machado nos deixou na madrugada deste dia 18 de março.
Paulo nasceu em Petrópolis, em 17 de maio de 1917, primogênito entre 9  filhos de Iria Maciél Costa e Silva e José Machado Costa e Silva. Ingressou na Ordem Franciscana Secular (OFS) e foi Ministro da Fraternidade Sagrado Coração de Jesus, em Petrópolis, e Ministro Nacional, além de Conselheiro Internacional e Assessor Jurídico Nacional. No Capitulo Eletivo Nacional de 2012, ocorrido em Manaus, foi declarado pela Assembleia como Assessor Jurídico Vitalício da OFS do Brasil.
Para fazer memória da vida deste irmão, retomamos as palavras de Frei Almir Ribeiro, OFM, por ocasião de uma visita feita a Paulo Machado no ano de 2017: “Ali estava um pai de família extremado, professor de português e de história, vereador, advogado, assessor da Câmara Municipal, sobretudo um homem reto, um ser humano límpido e transparente, um cristão, um devoto profundo de Maria e honra da Família Franciscana de modo especial dos franciscanos seculares. Exerceu cargos na OFS em muitos escalões. Foi colaborador na redação da preciosa Regra dos terceiros, aprovada pelo Papa Paulo VI em junho de 1978. Um homem que concretizava o ideal do cristão leigo franciscano vivendo no mundo e sempre com o coração a dizer que ele  precisava ser contemplativo. Um contemplativo na ação. Nos últimos anos andou se despojando de tudo e passou a viver  apenas com o estrito necessário.”
Paulo Machado teve papel fundamental da unificação da OFS sob uma única obediência, o que aconteceu a partir de 1972, com um trabalho incansável junto a Frei Mateus Hoepers, OFM, que resultou na elaboração da Regra, confirmada por Paulo VI em 1978, e na reforma das Constituições Gerais em caráter experimental.
A história de Paulo, exemplo de presença franciscana secular no mundo, se confunde com a história da OFS do Brasil. Seu testemunho de vida fraterna exemplar ilumina o agir dos franciscanos seculares nos desafios que se apresentam em nossos tempos.
Agradecemos a Deus pela vocação e vida centenária deste irmão tão especial e nos solidarizamos à sua família, que sofre por sua passagem, unindo-nos em orações e preces.
Reconforta-nos a certeza de que a morte corporal não fará mal ao nosso irmão Paulo Machado. Abraçando a irmã morte, ele abraça também a vida eterna.

“Que a nossa irmã morte seja bem acolhida, como a gente acolhe o sono depois de um dia bem ocupado.” (Frei Joel Postma, OFM)  

Respeitosamente,
Conselho Nacional da OFS do Brasil

Fonte: https://www.ofs.org.br/noticias/item/1702-nota-por-ocasiao-do-falecimento-de-paulo-machado
O que achou?

0 comentários: