terça-feira, 27 de janeiro de 2015

LIDERANÇAS DISCUTEM “COMUNICAÇÃO E MISSÃO” EM CURSO DE FORMAÇÃO MISSIONÁRIA

Mais de 50 lideranças das dioceses do Regional Nordeste 5 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que abrange o estado do Maranhão (MA), estão participando desde o dia 16 de janeiro da 23ª edição do Curso de Formação Missionária. O curso é promovido pelo Conselho Missionário Regional (Comire), em parceria com o Centro Franciscano de Animação Missionária (CEFRAM) e tem o apoio das Pontifícias Obras Missionárias (POM). O evento segue até o dia 30 de janeiro, no CEFRAM, em Bacabal (MA).
O tema central do encontro é “Comunicação e Missão”, sob a assessoria do padre Jaime Carlos Patias, IMC, secretário nacional da Pontifícia União Missionária. Em sua explanação, o assessor apresentou uma ampla visão da comunicação na sociedade e na Igreja e destacou sua importância na missão. “Quando falamos de comunicação na Igreja não devemos pensar apenas nos meios técnicos. Entendemos de maneira especial o processo de comunicação nos espaços de reflexão, nas pastorais, grupos e movimentos”, explicou padre Jaime.
“O foco então, passa a ser a pessoa do discípulo missionário que é por sua natureza comunicacional, sal da terra e luz do mundo, com seu testemunho pessoal e através dos meios técnicos. Por isso a Igreja deve sair da acomodação para ir às periferias anunciar Cristo, a Boa Notícia da vida de Deus que transforma o mundo. Ele é simultaneamente, conteúdo e fonte do que a Igreja comunica em diversos contextos de missão”, complementou.
Segundo Joab Soares, liderança da diocese de Zé Doca (MA), “o desenvolvimento do estudo ajudou a entender ainda mais que a comunicação é essencial para Igreja hoje, sobretudo, na realidade do Maranhão, onde ela tem se esforçado para responder aos apelos da nova evangelização”.
Para o seminarista Josivan Batista, da diocese de Bacabal (MA), “em um mundo permeado pelas novas tecnologias e, ao mesmo tempo, indiferente à religião, precisamos de uma boa comunicação, isto é, usar de todos os meios possíveis para transmitir a alegria do Evangelho, conforme nos pede o papa Francisco”.
Além de analisar a concentração e manipulação dos meios de comunicação, o estudo sublinhou principalmente a importância da comunicação e as suas novas ferramentas na ação evangelizadora da Igreja no mundo atual, assim como, a organização da Dimensão Missionária da Igreja no Brasil. A programação inclui ainda cinco oficinas: comunicação e animação missionária; redes digitais como ambiente; comunicação alternativa; Pastoral da Comunicação (Pascom); e como utilizar os meios de comunicação.
Dimensão Missionária
O bispo de Bacabal e responsável pela Dimensão Missionária no Maranhão, dom Armando Gutiérrez, esteve presente e falou sobre o projeto que o Regional mantém há 16 anos em Moçambique, África. “Por vocação somos chamados a partilhar da nossa pobreza cooperando com a missão além-fronteiras”, sublinhou o bispo. Ele ainda explicou que o projeto se destaca pela participação das leigas missionárias. Na ocasião, Graça Rosa, coordenadora do Comire, partilhou sua vivência de dois anos em Moçambique, enquanto o jovem Fagno Silva falou da sua recente participação na Missão Jovem na Amazônia.
Com informações das POM 
O que achou?

0 comentários: