domingo, 16 de março de 2014

OFS do Brasil conclui Capítulo Nacional


Com a aprovação das resoluções, moções, recomendações e documento final, além do relatório e da palavra do Ministro Nacional,  o 35º Capítulo (Assembleia) Nacional da Ordem Franciscana Secular, OFS, do Brasil, que teve inicio no dia 14, foi concluído na manhã deste domingo, 16 de março, em Porto Alegre-RS.
O Ministro Nacional, Antônio Benedito, reforçou os agradecimentos a toda equipe de organização, ao Regional Sul 3, que foi o anfitrião do capítulo, e enalteceu os representantes dos regionais que se fizeram presentes. O Ministro demonstrou muita satisfação por todos os trabalhos que foram concluídos de forma satisfatória e lembrou o próximo. “No calor fraterno do trópico amazônico, vamos receber todos, com muita alegria, no próximo Capítulo Nacional, que será eletivo, em Belém, no Pará, de 20 a 23 de agosto de 2015”, notou.
No relatório, o Ministro fez um balanço da atuação do Conselho Nacional, falou dos avanços e desafios a serem alcançados até o final do triênio, advertindo para que as prioridades elencadas no capítulo nacional anterior sejam alcançadas. A assim também, disse o ministro, é necessário o empenho de todos para melhorar a organização e funcionalidade dos conselhos regionais e locais, que devem, ainda,  intensificar o trabalho para a formação de novos líderes que possam substituir os conselheiros atuais por novos irmãos, de acordo com a dinâmica própria de Ordem.
Ainda na apresentação do relatório, Benedito apresentou alguns dados estatísticos comparativos entre 2010 e 2013, um deles demonstra que novas fraternidades estão surgindo, porém o número de membros está diminuindo e é preciso se verificar o que está acontecendo. “Outro fator que se percebe nos relatórios é que a média de idade tem diminuído, significa que a ordem está se renovando e que cada vez mais temos irmãos vindos da JUFRA, contribuindo para o reflexo deste dado”.
Em nome da Conferência dos Assistentes, Frei Manuel José Farias Lopes, TOR, ressaltou a indicação que foi feita pela conferência e aprovada pelos capitulares, para que aja uma maior aproximação com os ministros provinciais, no sentido de ampliar a atuação e melhorar a quantidade e a formação dos Assistentes Espirituais.
O Ministro da Região Sul 3, Jaime Tessari, agradeceu a confiança do Nacional por ter confiado ao seu regional em sediar o Capítulo Nacional, que mesmo com os receios para este trabalho ficou satisfeito com o resultado alcançado, aproveitando para também agradecer aos membros da equipe, pelo trabalho e o empenho que tudo ocorresse de forma satisfatória. “Um bom retorno e levem para os seus estados e suas famílias o nosso abraço fraterno, abraço do povo gaúcho e do Regional Sul 3”
O Coordenador da equipe de organização do Capítulo, André Luiz, enalteceu a experiência que teve na atividade de cuidar dos preparativos do Capítulo, mas que confiou em Deus. “Acreditei que Deus não escolhe os capacitados, mas capacita durante a caminhada”, disse ele.
Ao final da avaliação do capítulo, todos consideraram muito dinâmico e com oportunidade para reavivar a fé, rever a caminhada e acolher novas experiências.
Os capitulares vibraram com a informação do Assessor Jurídico Nacional, Paulo Machado, sobre o processo de canonização de um professo que pertenceu a uma Fraternidade da OFS  de Petrópolis,RJ, por  nome de Jerônimo Magalhães Pedreira, que ocorrendo, será o primeiro Franciscano Secular brasileiro a ser canonizado.

No que se refere à participação da JUFRA, a Secretária Nacional, Mayara Ingrid apresentou o relatório da JUFRA do Brasil, destacando algumas atividades, entre elas, o diálogo com os conselhos da OFS; o Encontro internacional da JUFRA, que ocorreu em São João Del Rei-MG; a semana da paz; jornada de direitos humanos e atividades relacionadas a campanha da fraternidade. Informou ainda que está preparando o capítulo Extraordinário Nacional da JUFRA, de 1 a 4 de maio, deste ano, em Mori Mirim-SP, que vai tratar de mudanças nas Diretrizes de Formação e do Estatuto Nacional da JUFRA.
A Secretária, ao falar da animação fraterna e apresentar os animadores de todos os regionais, ressaltou que dos 18 Regionais da JUFRA, 9 tiveram sua caminhada na JUFRA e isso tem facilitado o trabalho. “É bom que todos lembrem que os animadores são da OFS para a JUFRA, que precisam ser apoiados no desenvolvimento das suas atribuições”, disse Mayara.
O animador Fraterno Nacional da JUFRA, Raphael Rodrigues, destacou a importância do Capítulo para os franciscanos. “É a oportunidade para partilhar as experiências percorridas e, num espírito fraterno, olhar para frente definindo as próximas utopias a serem buscadas. Tudo isso sempre com a inspiração do Espírito de Deus que conduz cada uma das atividades!”, exclamou.
 A Jufrista e Secretária Fraterna Regional da JUFRA do Rio Grande do Sul, Andressa Baccin também se mostrou satisfeita pela experiência em participar do capítulo: “É sempre um grande passo a mudança em Cristo para se fazer novas todas as coisas e o capítulo avaliativo está sendo, pelo que percebo, de extrema importância para discutir a caminhada da Ordem e sua relevância enquanto Família Franciscana do Brasil”. 

Fonte: Texto adaptado - www.ofs.org.br

O que achou?

0 comentários: