quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Juventude Franciscana presente no Seminário Nacional em preparação da 5ª Semana Social Brasileira (CNBB)

Entre os dias 21 e 23 de agosto, no Instituto São Boaventura, em Brasília, aconteceu o Seminário Nacional em preparação da 5ª Semana Social Brasileira (2011/2013), promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e organizada pela Comissão Episcopal de Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz, da CNBB. Os quase oitenta participantes eram representantes de Pastorais Sociais, Organismos da CNBB e Movimentos Sociais de todas as regiões do Brasil.

O Seminário foi iniciado na terça-feira (21/08), com uma mesa intitulada “Cúpula dos Povos na Rio+20: Perspectivas e Horizontes”, coordenada por Alessandra Miranda, da Cáritas Brasileira, onde foram apresentados três depoimentos em relação à temática, por: Ivo Poletto, do Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social-FMCJS, Elson Matias, da Juventude Franciscana-JUFRA, e Paula Grassi, da Pastoral da Juventude-PJ. Em seguida foi dada a palavra aos demais presentes para questionamentos e complementações. Finalizou-se com intervenções propositivas de Roberto Malvezzi (Gogó), da Comissão Pastoral da Terra.


Durante toda a manhã da quarta-feira (22/08), o padre José André da Costa, missionário da Sagrada Família e diretor do Instituto de Filosofia Berthier-IFIBE, conduziu o estudo reflexivo sobre o Estado Moderno e o enfoque da temática da 5ª Semana Social Brasileira: “A participação da sociedade no processo de democratização do Estado – Estado para quê e para quem?”. O estudo foi organizado entre exposição e debate com os participantes.


Na parte da tarde, houve a memória das quatro Semanas Sociais Brasileiras; momento coordenado pela Ir. Delci Franzen, ex-assessora da Comissão das Pastorais Sociais. Neste se trouxe presente as temáticas principais, as leituras das realidades, os materiais produzidos e os processos desencadeados a partir das Semanas Sociais, como o Grito dos/as Excluídos/as, os Plebiscitos Populares, a Rede Jubileu Sul, a Auditoria Cidadã da Dívida, a Assembleia Popular, etc. Em seguida, foram apresentadas as experiências dos Regionais da CNBB Nordeste 1 (Ceará), Nordeste 5 (Maranhão) e do Sul 3 (Rio Grande do Sul), e também as perspectivas dos Movimentos Sociais do Campo, aglutinados na Via Campesina, e as organizações urbanas, na Assembleia Popular.


À noite, foi realizado um momento de informes e convites gerais, onde as organizações e movimentos tiveram espaço para a divulgação dos processos e das lutas. Entre as que apresentaram, a Juventude Franciscana informou a realização do 2º Encontro Nacional de Formadores/as e 1º Encontro Nacional de Animadores Fraternos, a ser realizado de 07 a 09/09, em Brasília-DF, e também agradecendo a acolhida, valorização e apoio crescentes da JUFRA nestes espaços, e solicitando materiais das Campanhas Nacionais e dos movimentos para serem partilhados com os Regionais da JUFRA. Em seguida, houve a confraternização com todos os participantes.


Na manhã da quinta-feira (23/08), foi o momento de avaliar os passos já dados pela 5ª Semana Social Brasileira e elencar pistas de ação para o processo até o momento nacional em 2013. Os participantes foram organizados em cinco grupos onde refletiram as seguintes questões: “Em termos de avaliação sobre o processo da 5ª SSB, o que ressaltamos? O que propomos para o futuro, enquanto conteúdo, metodologia e ações?”. Em seguida, cada grupo apresentou o relatório de suas discussões, que foram sistematizadas para melhor serem trabalhadas nos encaminhamentos.


Na parte da tarde, houve a apresentação do relatório sucinto de propostas. Luiz Bassegio, representante do Grito dos/as Excluídos/as Continental, coordenou a parte dos encaminhamentos. Um deles foi a ampliação da Equipe de Coordenação e da Equipe de Assessoria da 5ª SSB, como além também da criação de um Coletivo ampliado, como suporte à coordenação, com a participação de representantes de mais entidades, povos tradicionais e segmentos sociais. Outro encaminhamento significativo foi o adiamento do “momento nacional” da 5ª SSB, que antes estava marcado para 25 a 28 de maio, ficando agora como previsão a segunda quinzena de setembro. O Seminário foi encerrado com uma vivência de mística em agradecimento e oração por todos os lutadores e lutadoras do Povo envolvidos e comprometidos com o processo das Semanas Sociais Brasileiras.


Estiveram participando do Seminário todos os bispos da Comissão Episcopal de Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e da Paz, da CNBB (Dom Guilherme Werlang, Bispo de Ipameri-GO e presidente da Comissão; Dom Enemésio de Lazzaris, Bispo de Balsas-MA; Dom José Luis Ferreira, Bispo de Pesqueira-PE; Dom José Moreira B. Neto, Bispo de Três Lagoas-MS; Dom Pedro Stringuini, Bispo de Franca-SP; e Dom Roque Paloschi, Bispo de Boa Vista-RR), e também o assessor da Comissão, Pe. Ari Antônio dos Reis, além de Dom Sebastião Duarte, Bispo de Viana-MA.


As organizações presentes eram Pastoral da Criança, Cáritas Brasileira, Assembleia Popular, CEBs, MPP, Grito dos/as Excluídos/as, GT Saúde, Casa da Juventude, Pastoral dos Surdos, Setor Pastoral da Mobilidade Humana, MAB, Pastoral do Povo de Rua, CEBI, Comissão Pastoral da Terra, Pastoral de DST/AIDS, Centro Burnier Fé e Justiça, Comissão Brasileira de Justiça e Paz, CAIS, Juventude Franciscana, Pastoral da Pessoa Idosa, Conferência dos Religiosos do Brasil, Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social, INESC, Serviço Pastoral dos Migrantes, Juventude Operária Católica, Conselho Pastoral dos Pescadores, Via Campesina, MMC, Grito Continental, Pastoral do Menor, Pastoral da Juventude, Pastoral Operária, CNBB, IBRADES, Movimento de Educação de Base, Pastoral Afro-Brasileira, Pastoral dos Nômades, Pastoral Carcerária, Rede Jubileu Sul Brasil, Pastoral da Saúde e Pastoral da Mulher Marginalizada.

A Juventude Franciscana-JUFRA do Brasil esteve representada por Emanuelson Matias (Elson), subsecretário nacional de Direitos Humanos, Justiça, Paz e Integridade da Criação (DHJUPIC), integrante do Secretariado Fraterno Nacional da JUFRA do Brasil.

Mais informações sobre a 5ª Semana Social Brasileira em: www.semanasocialbrasileira.org.br
O que achou?

0 comentários: