terça-feira, 3 de julho de 2012

Marcha dos Povos também contou a presença de franciscanos e franciscanas


No dia 20 de junho, a Cúpula dos Povos na Rio+20 realizou uma Marcha que contou com a participação de cerca de 80 mil pessoas representando os diversos povos do mundo. Foi uma das mais significativas e históricas marchas das lutas sociais e ambientais. A concentração começou atrás da Igreja da Candelária e percorreu a Avenida Rio Branco até a Cinelândia, centro do RJ. Entre essas 80 mil pessoas, estavam os franciscanos e franciscanas de vários continentes que se manifestaram contra a mercantilização da vida e pediam por justiça ambiental.

Organizado pelo Sinfrajupe, foram confecionados 30 banner que expressavam, por meio de imagens, o cântico das criaturas, os sinais de morte e os sinais de vida presente no planeta. Em preto e branco, alguns banners traziam fotos do agronegócio, da poluição do ar e da água, da insergurança alimentar com o uso dos agrotóxicos, dos sem tetos, da miséria, os desperdícios e o acúmulo de riquesas entre outros. Um outro conjunto de banners, anunciavam as ações que geram vida e constroem um mundo mais fraterno, por meio das lutas sociais, das reinvidicações de direitos e de ações das quais os franciscanos e franciscanas estão envolvidos e que expressam a contribuição na justiça ambiental.

A Juventude Franciscana (JUFRA) juntamente com a Pastoral da Juventude (PJ) e diversos religiosos e religiosas e leigos e leigas simpatizantes dos ideiais franciscanos ajudaram a conduzir o “bloco” dos franciscanos na Marcha dos Povos. Foi uma experiência forte de contribuição e participação e luta por um mundo mais fraterno como sonhou Francisco de Assis.

Com informações de: www.sinfrajupe.wordpress.com
O que achou?

0 comentários: