terça-feira, 3 de julho de 2012

Dia de Ação Global mobiliza franciscanos e franciscanas contra a Economia Verde


Neste dia 20 de junho, Dia de Ação Global incentivada pela Cúpula dos Povos, franciscanos e franciscanas, entre religiosos e leigos simpatizantes do ideal de Francisco de Assis, também promovem, por meio de fotos, nas redes sociais e neste blog, um manifesto contra a mercantilização de toda a forma de vida presente na irmã, a mãe terra. A presença franciscana é marcada pelo gesto de vestir a camisa que diz NÃO ao Capitalismo Verde, expressado na proposta da “economia verde”.


Às 14h, no centro do Rio de Janeiro, os franciscanos e franciscanas estiveram presentes na Marcha dos Povos, com banners que trazem frases do Cântico das Criaturas. Ainda, outro grupo levará um conjunto de banners com os sinais que geram “mortes” no planeta, como o desmatamento, o agronegócio, a miséria, a poluição, a violência agrária entre outros. Um último conjunto de banners, anuncia os sinais e ações que geram vida no planeta, expressada na economia solidária, nas lutas dos movimentos sociais, nas ações que os franciscanos promovem com as comunidades e as diversas iniciativas que apontam alternativas para um outro desenvolvimento sustentável que respeitam e cuidam da vida.


Como parte da mística franciscana, na Marcha dos Povos foram distribuídos lenços para difundir a cultura de paz tão sonhada e promovida pelo carisma franciscano. Os seguidores de Francisco de Assis, marcham por uma cultura de paz, que é fruto da justiça ambiental, entendida pela promoção e respeitos aos direitos humanos e os da natureza. Também esteve presente uma imagem de Francisco de Assis sentado em posição de lótus (para representar a dimensão ecumênica do franciscanismo), registrando a presença daquele que compreendeu que somos parte da natureza e proclamou a fraternidade universal.

Veja as imagens da manifestação franciscana, por diversos representantes do mundo inteiro presentes no Rio de Janeiro, clicando AQUI.


Com informacões de: www.sinfrajupe.wordpress.com
O que achou?

0 comentários: