quarta-feira, 13 de junho de 2012

No Maranhão, JUFRA participa de Seminário sobre Justiça Ambiental, Espiritualidade e Missão Franciscana no contexto atual

Face à realização da Conferência das Nações Unidas - RIO+20 - e da Cúpula dos Povos, a serem realizadas de 15 a 23 desse mês no Rio de Janeiro, a Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção, através do serviço de JPIC – Justiça, Paz e Integridade da Criação - promove a reflexão e discussão sobre Justiça Ambiental: Espiritualidade e Missão Franciscana no contexto atual.

O seminário reuniu na cidade de Bacabal/Maranhão não somente franciscanos e franciscanas das mais diversas partes do Brasil, mas também religiosas, formandos, leigos, leigas, estudantes, padres e militantes simpatizantes dos princípios franciscanos que atuam nas comunidades de base, buscando viver o Evangelho através da luta pela superação das situações que oprimem o nosso povo, especialmente aqueles mais pobres e mais fragilizados.

A discussão da Justiça Ambiental implica estender o nosso olhar sobre os conflitos sociais bem como aos reais interesses coorporativos e do mercado de capital responsáveis por sustentar as grandes estruturas de poder que afligem o nosso povo e são causas dos processos de opressão, marginalização e das desigualdades sociais.


Refletir a conjuntura atual implica necessariamente nos comprometer com a superação das “diferentes dores e aflições” presentes no dia a dia das comunidades e que são resultado das ações daqueles que buscam o lucro, a acumulação e a concentração de riquezas.

Esse compromisso exige de nós assumirmos a defesa dos valores de Justiça, Paz e Integridade da Criação numa perspectiva mística de resinificar, em nossos dias e em nossas lutas o encontro vivenciado por São Francisco com o Leproso de Assis.

Segundo Frei Adelmo Francisco da Província Santa Cruz, assessor do encontro e coordenador da conferencia brasileira para JPIC, “como em Assis, o Espírito nos conduz hoje a ir ao encontro das diferentes realidades de opressão vivenciadas pelo nosso povo, assumindo a sua defesa bem como a defesa da natureza da qual somos parte”.

O Seminário contou ainda Com a assessoria do Frei Joseph Rozansky – Diretor do Escritório OFM de JPIC em Roma - no campo da espiritualidade e mística franciscana e, para os temas relacionados a Rio+20/Cúpula dos Povos/Economia Verde, de Hugo Paixão do Serviço Franciscano de Solidariedade da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil.


O que achou?

0 comentários: