segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Agência de Informação Frei Tito para América Latina (ADITAL) divulga Jornada Franciscana pelos Direitos Humanos


Jovens participam de 2ª Jornada Franciscana Nacional pelos Direitos Humanos - Karol Assunção - Jornalista da Adital

"Juventude e Justiça Socioambiental”. É com esse tema que jovens franciscanos de diversas partes do Brasil realizam a 2ª Jornada Franciscana Nacional pelos Direitos Humanos, a qual traz como lema: "Quanto vale esse progre$$o?”. O evento começou nessa quinta-feira (1°) em cerca de 50 cidades brasileiras e está programado para ocorrer até o dia 10 deste mês, quando se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A Jornada, promovida pela Juventude Franciscana (Jufra) do Brasil, acontece desde 2010 em diversas fraternidades franciscanas do país. Emanuelson Matias (também conhecido como "Elson”), subsecretário nacional de Direitos Humanos, Justiça, Paz e Integridade da Criação (DHJUPIC) da Jufra, explica que o objetivo da iniciativa é "fazer com que grupos locais retomem as discussões da Campanha da Fraternidade”.

Como a Campanha deste ano trabalhou a questão ambiental, nada melhor do que também discutir sobre o tema entre os jovens participantes da atividade. Segundo a Cartilha da Jornada 2011, a ação deste ano pretende, dentre outros aspectos, capacitar lideranças juvenis e estimular a criatividade dos jovens a fim de provocar mudanças na realidade local, com destaque para a questão ambiental.

"A juventude não é o futuro, é o hoje, é o presente. Então é importante debater [a temática] para ter uma sociedade mais justa, igualitária, com respeito ao meio ambiente, para ter uma melhor qualidade de vida”, comenta Elson, ressaltando que as discussões e atividades da Jornada também se darão a partir de uma perspectiva cristã.

O subsecretário nacional de DHJUPIC ainda destaca a importância da ação no momento atual. "No ano de 2011 acontece a 2ª Conferência Nacional de Juventude e no próximo ano temos a Rio+20. É importante que a juventude se mobilize para uma sociedade mais igualitária”, afirma.

As atividades da Jornada começaram na quinta-feira de forma descentralizada em aproximadamente 50 cidades brasileiras. De acordo com Elson, estão programadas mais de 70 ações locais em cerca de 60 fraternidades.

Durante esses dez dias, jovens entre 15 e 30 anos participam de atividades relacionadas à temática do evento, mas que também tenham conexão com a realidade local. Podem ser ações como encontros de formação, celebrações, caminhadas de mobilização, rodas de conversa, conferências, exposições fotográficas, refeições fraternas, visitas a comunidades locais, entre outras.

A ideia é que os participantes fotografem e produzam relatos das ações de cada local para serem publicados no blog da Subsecretaria (www.dhjupic.blogspot.com). Tais produções serão reunidas para depois integrar o arquivo de memória da Jornada.

Mais informações em: www.jufrabrasil.org e www.dhjupic.blogspot.com


Fonte: www.adital.com.br
O que achou?

0 comentários: