segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich, à JUFRA do Brasil: “Jovens, sejam presença desse Deus que é Pai”

Por Moacir Beggo

O Encontro celebrativo pelos 40 anos de fundação da Juventude Franciscana (Jufra) terminou neste domingo (30), em Aparecida, com a celebração eucarística presidida pelo Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, no Santuário Nacional da Padroeira do Brasil. Participaram da celebração como concelebrantes o assistente nacional da Jufra, Frei Miguel da Cruz e o Definidor Frei Mário Luiz Tagliari, representando o governo da Província da Imaculada Conceição. Também estiveram presentes no encontro os assistentes locais da Ordem dos Frades Menores, dos Capuchinhos e Conventuais e religiosos e religiosas de todo o país. Na programação, os jovens fariam no domingo de manhã uma romaria de Guaratinguetá até o Santuário, mas como muitos jovens estavam ainda cansados das longas viagens, a direção nacional da Jufra resolveu cancelar a peregrinação.

Estiveram neste encontro cerca de 250 jovens de todas regiões do país (só faltou a região Norte). De 28 a 30, em Guaratinguetá, eles puderam celebrar e refletir sobre a sua presença dos jovens franciscanos na sociedade.

Dom Leonardo, na sua homilia, também deu o recado final a esses jovens. Ao refletir sobre o Evangelho deste domingo (Mt 23, 1-12), onde Jesus ensina que todos são irmãos, voltados para o serviço mútuo e reunidos em torno de Deus que é Pai, e de Jesus, que é o único líder e que veio para servir, Dom Leonardo acrescentou: "Todos podem nos abandonar, todos podem nos renegar, mas Deus não nos renegará. Deus não nos abandonará. Podemos até negá-lo, podemos até traí-lo, mas Ele não deixará de ser Pai". Segundo ele, o Evangelho é uma provocação a termos esse Deus próximo de nós.

"Aquele que serve, que se dedica, como pai, mãe, filho, no cuidado, no desvelamento de estar aí, no cuidado de tudo e de todos se assemelha ao próprio Deus que cuida de nós. Esse é o maior. O maior é aquele que serve. O menor é aquele que tem a dinâmica de Deus. Que tem a entrega de Deus, porque Jesus foi o grande servo de toda humana criatura", enfatizou.

Dom Leonardo lembrou que Francisco de Assis quando se encontrou com o Crucificado de São Damião, viu como Deus é capaz de amar. "Numa entrega completa e generosa. Aí São Francisco começou a gritar: 'O Amor não é Amado'. E quando alguém compreende que o amor não é amado, não consegue conter, não consegue reter".

E falando diretamente para os jovens franciscanos, disse: "Anunciem esse Deus! Foi esse que São Francisco anunciou. Não anunciou um Deus de poder, um Deus Todo-poderoso, não! Anunciou Jesus, o Menino de Belém, o Crucificado. Foi Esse que ele anunciou. Então, gritem, falem no mundo de hoje!", convocou.

Dom Leonardo lembrou que "São Francisco foi a jovialidade e a força de Deus, o menor que serve. Que vocês possam ser esta presença, essa força, a visibilização de Deus no mundo da violência, nesse mundo de drogas, mas também um mundo desejoso de uma vida transformada.
Sejam esse vigor de Deus, essa força de Deus, como menores!", ensinou.

Segundo ele, quarenta anos de Jufra "não é nada diante da grandeza de um amor, mas quarenta anos já é quase uma história. Mas esses primeiros passos pedem de nós muito mais", completou.

Neste domingo, a última atividade dos jovens foi a elaboração de um documento final sobre o encontro.

A Jufra do Brasil hoje está presente em 22 estados brasileiros e é uma das maiores fraternidades da Jufra mundial. Atualmente, a Juventude Franciscana tem como secretário nacional Alex Bastos e está organizada em fraternidades de 3 níveis diferentes: local, regional e nacional. Em nível local, existem por todo o país aproximadamente 147 fraternidades e 90 fraternidades da infância, micro e míni-franciscanos (crianças e pré-adolescentes franciscanas), totalizando 237 fraternidades no Brasil.


Fonte: www.franciscanos.org.br
O que achou?

0 comentários: