quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

FESTA COM MUITO AÇAÍ, HOJE É DIA DE ADRIELLY ALVES!

Neste dia especial, queremos agradecer a Deus pelo dom da vida da nossa irmã Adrielly Alves, Secretária Fraterna Nacional para a Área Norte, a mamãe da fofíssima Chiara. Mana, gostaríamos de te falar a admiração que temos por ti, pela tua garra, força e delicadeza que se harmonizam de forma tão linda na sua pessoa. Queremos te desejar muitas felicidades. Que Deus te bendiga.
Paz e Bem!

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Mensagem da Equipe Nacional de Formação para o Dia Mundial dos Enfermos

Mensagem da Equipe Nacional de Formação para o Dia Mundial dos Enfermos

11 de fevereiro de 2019, celebração de Nossa Senhora de Lourdes

MENSAGEM DA EQUIPE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA O DIA MUNDIAL DOS ENFERMOS

AMADOS IRMÃOS E IRMÃS,
VOCÊS SÃO NOSSA POESIA!

Quem foi que fez o firmamento?
Os luares e os dias de sol?
Quem deu vida a teus pensamentos
E pintou nas nuvens o arrebol?

Oh! Se ouvires a voz do vento
Cantando em si bemol,
Guarda com ternura esse momento
E imita o voltar do girassol!

No Evangelho, é poesia o sofrimento
E o lamento, é graça e farol,
Fonte de fé e crescimento,
Pureza adquirida em crisol.

Escuta da Palavra o comento:
Jesus é nosso portal.
O Espírito, o discernimento,
E vocês seu belo sinal!

**********
Jesus, é o Poeta e a Poesia.
Escuta, se inclina, convida
A entregar a Ele, com alegria,
O medo, a solidão, a vida.

E, com seu canto de bela melodia
Transbordando a confiança contida,
A pequenina e ágil cotovia
Não se considera preterida.

E seu canto ao vento se amplia
Na mensagem singela de vida:
Jesus liberta! Reconcilia!
Cura tua alma ferida!

Traz alento! A dor alivia!
É presente onde há ameaça à vida!
Concede paz e harmonia
A quem pede com humildade sentida.

E assim, com muita alegria
Nas linhas da vida tecida,
O Senhor abençoa e recria
Uma alma saudável e ungida.

**********
Irmãos, Irmãs,
A vocês que, na experiência de se verem limitados e, algumas vezes, sentindo-se inúteis, correm o risco de se deixarem levar pela tristeza, queremos manifestar nosso amor.
Lembrem-se de que:
  • Insegurança, medo, solidão, ─ dor maior que a dor ─, são curados pela Senhor da Vida. E, a presença de cada um(a) de nós nas visitas que realizamos, como um encontro místico, quer se tornar luz, calor humano, Palavra que cura. Na oração conjunta sempre podemos abrir nossos corações para a entrada do alento curador, vivificador e transformador de Jesus. Assim ao mesmo tempo em que levamos conosco a Boa Nova sempre Nova (o Cristo), também recebemos a mesma Boa Nova no sorriso de gratidão, no abraço cheio de ternura ─ que não quer findar ─, no convite para voltarmos, na expectativa de notícias da Fraternidade.
  • Cada vez que estamos perto de vocês, sentimos em seu olhar o brilho do Céu. E o sorriso que aflora no rosto, o olhar acolhedor, as brincadeiras e lembranças que surgem, a oração e o silêncio, nos encantam.
  • Grandíssima e bela lição de vida vocês são para nós: quando, sofrendo as dores e limites da idade e da enfermidade, continuam fortes na fé; não fingem que está tudo bem, mas acolhem a dor e a irmã morte com a serenidade de quem entendeu e aceitou que seu lugar é em Deus.
Olhemos sempre para Maria, nossa Mãe, a quem nossa Regra exorta a imitar as virtudes: “O sofrimento indescritível da Cruz trespassa a alma de Maria (Lc 2,35), mas não a paralisa. Pelo contrário, lá começa para ela um novo caminho de doação, como Mãe do Senhor” (Papa Francisco – 2018 – Dia Mundial do Doente). É o jeito franciscano de sempre recomeçar.
Nós, seus irmãos e irmãs, com gratidão, queremos agir como nosso Papa disse em 2014, também por ocasião do Dia Mundial do Doente, com a consciência de que: “Quando nos aproximamos com ternura daqueles que precisam de cura, levamos a esperança e o sorriso de Deus às contradições do mundo”.
Um terno e forte abraço para trazer todos bem perto do nosso coração.
Oração a Nossa Senhora de Lourdes
Querida Senhora de Lourdes, a quem tantos homens e mulheres confiam suas enfermidades e fraquezas. Ó Virgem Imaculada, Mãe de Deus e nossa. Tu és o nosso refúgio, a nossa proteção. Cremos que estás sempre atenta às nossas necessidades, como no casamento em Caná.
Teu Filho Jesus, quando curou a hemorroíssa, sentiu uma grande força sair dele e disse-lhe: “tua fé te salvou”. Ensina-nos a crer como tu creste e entregaste tua vida nas mãos do Pai.
Intercede, ó Mãe pelos nossos irmãos e irmãs que se encontram enfermos, pelos idosos e por aqueles que vivem sozinhos e se sentem desamparados. Alivia o seu sofrimento, enxuga as suas lágrimas e obtém para cada irmão e irmã a mansidão e a força necessárias para realizar a vontade de Deus.
Sê o amparo e a Mestra de todos que aliviam, dia após dia, os sofrimentos destes irmãos.
Ajuda-nos a viver o Evangelho à maneira de Francisco de Assis, como prometemos em nossa Profissão à Regra da OFS, amando-nos como verdadeiros irmãos e cuidando uns dos outros como mães. Fica conosco, Virgem de Lourdes e nos ensina a conhecer Cristo, que nos redimiu com a sua morte na Cruz e ressuscitando venceu a morte e o poder do maligno.
Nossa Senhora de Lourdes, intercede por nós! Amém!
Read 72 times

Media

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Nota de solidariedade do Sefras sobre o rompimento da barragem de Brumadinho



“Estas situações provocam os gemidos da irmã terra, que se unem aos gemidos dos abandonados do mundo, com um lamento que reclama de nós outro rumo”.
Papa Francisco. Laudado Si, 53

O Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil estende neste momento triste e de dor, gerados por uma nova tragédia ambiental em nosso país, a sua solidariedade a todos e todas que foram atingidos pelo evento da tarde de sexta-feira (25/01), em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte.
Nossas causas e lutas diárias junto a tantas pessoas que sofrem e nosso compromisso de clamar por justiça e transformação social nos deixam inquietos e impacientes ante ao novo fato envolvendo mineradoras no Brasil.
Em três anos é o segundo rompimento de barragem que gera um mar de sofrimento e morte por onde os rejeitos passam. Não se trata de mero acidente, mas indicam que “[…] os poderes econômicos continuam a justificar o sistema mundial atual, onde predomina uma especulação e uma busca de receitas financeiras que tendem a ignorar todo o contexto e os efeitos sobre a dignidade humana e sobre o meio ambiente”. (1)
Mais uma vez é necessário afirmar junto com o Papa Francisco que toda forma de vida é colocada à mercê da sorte quando o primeiro objetivo é o lucro. “Assim se manifesta como estão intimamente ligadas a degradação ambiental e a degradação humana e ética”. (2)
Queremos, além de nos solidarizar com as vítimas, estender nosso repúdio à “dominação” de nossa Casa Comum “que sofre e geme em dores de parto” (3) e exigir das autoridades investigação transparente para que os responsáveis sejam identificados e estes crimes não mais ocorram no Brasil e em nenhuma parte do mundo.
Finalmente, é necessário dizer que as políticas públicas de proteção ao meio ambiente não podem retroceder em nosso País e que seguimos, unidos a Família Franciscana e aos demais movimentos que militam em favor da pauta ambiental, denunciando e lutando pela proteção integral de todas as formas de vida.

São Paulo, 28 de Janeiro de 2019.

Frei José Francisco de Cássia dos Santos
Diretor Presidente do Sefras
 
(1) Papa Francisco, na Carta Encíclica Laudato Si, 56.
(2) Idem.
(3) Rm 8,22

Fonte: http://www.sefras.org.br/novo/nota-de-solidariedade-do-sefras-sobre-o-rompimento-da-barragem-de-brumadinho/?fbclid=IwAR3jESrGTInNp74MkAvcA0MsPGfSNeH8hqUIDMfwLiQ1LwFTTGronYsVMl0



domingo, 20 de janeiro de 2019

CARTA SOBRE O DESARMAMENTO - ORDEM FRANCISCANA SECULAR DO BRASIL



Como portadores de PAZ e lembrando-se de que ela deve ser construída incessantemente, procurem os caminhos da unidade e dos entendimentos fraternos mediante o diálogo, confiantes na presença do germe divino que existe no homem e na força transformadora do amor e do perdão. (Regra19) 


 Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2019.

Vivemos tempos confusos, nos quais o nosso posicionamento de fé precisa ser bem claro e profético; e nada melhor que ir às fontes de nosso carisma para saborear a vivência dos que nos antecederam e, assim, encontrar fertilidade nos momentos de deserto.
Revisitamos, portanto, a nossa primeira Regra da Ordem Franciscana Secular, Memoriale Propositi, de 1221, na qual somos conclamados a não receber e nem levarmos conosco armas mortais contra quem quer que seja. Contemplamos, assim, um dos nossos maiores tesouros pelos séculos de franciscanismo: uma postura de Paz e contra o armamento, claramente inspirada em Francisco de Assis.
Em memória bem mais recente, ouvimos ecoar as palavras do nosso então ministro nacional, José Carlos Andrade, que nos exortava a respeito da cultura da Paz por ocasião do referendo sobre desarmamento da população por meio da circular 11, do dia 27 de agosto de 2005. Assim nos disse: "Devemos criar cada vez mais uma cultura de paz. Todos os franciscanos têm um desígnio de paz para o mundo. A paz faz parte da identidade dos franciscanos, que usam a Paz e o Bem como forma de saudação. Devemos em todo o tempo defender firmemente a paz. A ORDEM FRANCISCANA SECULAR deve defender, propagar e buscar sempre o caminho da paz, da unidade e dos entendimentos fraternos mediante o diálogo."
Como base para sua circular, usou a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2005, com o tema “Solidariedade e Paz”, que incentivou as Igrejas no Brasil a se unirem na oração e na promoção da cultura de paz, e a NOTA emitida pela 43ª Assembleia Geral da CNBB, realizada em Itaici– SP, de 9 a 17 de agosto de 2005, a respeito do Referendo sobre a proibição do comércio de armas de fogo e munição, que aconteceu no dia 23 de outubro daquele ano, quando na ocasião o povo foi convocado a se pronunciar sobre o aludido desarmamento. Os Bispos reunidos nesta Assembleia se posicionaram a favor da proibição do comércio de armas de fogo e munição em todo o território nacional. E conclamaram os cristãos e todas as pessoas de boa vontade a votar SIM neste Referendo.
Da mesma forma, ao final da circular, nosso irmão José Carlos exortou a todos os irmãos e irmãs da Ordem Franciscana Secular do Brasil, em união com toda a Igreja, a se posicionar em favor da proibição do comércio de armas de fogo e munição. E, da mesma forma, nos CONCLAMOU a votarmos SIM pelo desarmamento.
Novamente estamos sendo desafiados a darmos uma resposta firme em favor da Paz. Nosso lema e saudação nos impulsiona a dizermos SIM à vida e NÃO às armas e, por força de nosso carisma, não cabe qualquer outra interpretação diferente desta.
Nos preparativos para a celebração dos 800 anos do encontro entre Francisco de Assis e o Sultão Malek Al-Kamil recordemos a força do encontro e do diálogo do Pobrezinho de Assis que marcou para sempre a história da humanidade com seu coração livre e suas mãos desarmadas.
Fraternalmente e, à exemplo do Seráfico Pai, "comecemos, irmãos, a servir ao Senhor nosso Deus, porque até agora pouco resultado obtivemos"(LM XIV 1,3)



 Rua Adro de São Francisco, s/n, Saúde. Zona Portuária, Rio de Janeiro - RJ. CEP 20081-290 Fone: +55 (21) 2240-4565. Email: ofsbr@terra.com.br / comunicacaoofsbr@gmail.com Site: www.ofs.org.br

Fonte: http://ofs.org.br/noticias/item/1658-nota-oficial-da-ofs-do-brasil-sobre-o-desarmamento

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

JUFRA DO BRASIL PARTICIPARÁ DO EIJ-PANAMÁ 2019


Em três dias terá início o Encontro Internacional da JuFra e nós da @jufradobrasil convidamos vocês: jufristas, amigos de outras congregações e entidades, para rezar pela nossa representante, a irmã Juliana Caroline, Secretária Nacional de Formação. Também para estar em sintonia e acompanhar o evento através das nossas redes sociais.
Você não vai ficar de fora, não é?!

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

NOTA DE FALECIMENTO E SOLIDARIEDADE

A Fraternidade Luz Clara se solidariza com a família da ex-jufrista Luzimar Bispo, a qual hoje veio a óbito. Ela realizou seu Compromisso de Vida (FBJ) na segunda turma da Fraternidade, atuou por várias vezes na Secretaria de Ação Evangelizadora, com a qual era muito preocupada, zelosa pela espiritualidade da fraternidade. Na sua vida cristã como leiga também atuou como catequista e no canto litúrgico. Estava muito feliz por ter a filha, Aline, contribuindo com a fraternidade na Secretaria de IMMF e queria muito ver seu filho, Guilherme, que participa da Catequese oferecida pela Fraternidade, seguir os mesmos passos...
A vida dos justos está nas mãos de Deus!
Descanso eterno dá-lhes, Senhor. E a luz perpétua os ilumine!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

NOTA DE FALECIMENTO

A Juventude Franciscana do Regional Norte II da Jufra do Brasil, uni-se aos familiares e amigos de nosso irmão Moisés Ferreira neste momento de dor e luto.
Damos graças a Deus por nos ter  este irmão que fez parte e contribuir com caminhada da fraternidade Filhos de Assis (Vigia/PA).
Pedimos a nosso Pai Seráfico São Francisco de Assis, que conduza a alma de nosso irmão aos braços de Deus para que ele contemple Sua face.

"Descanso eterno dai-lhe, Senhor. E que a luz perpétua o ilumine!"

sábado, 5 de janeiro de 2019

SECRETARIA NACIONAL PARA A ÁREA NORTE LANÇA A 3° EDIÇÃO DO FRANCISCOS DA AMAZÔNIA

FRANCISCOS DA AMAZÔNIA

“...Irmãos comecemos, pois até agora pouco ou nada 
fizemos...”
Paz e bem irmãs e irmãos!

Jufristas e irmãos (as) da Área Norte, apresento a vocês a 3º edição do “Franciscos da Amazônia” com o objetivo de unir vozes e sermos representantes da nossa Amazônia. Vamos refletir, dialogar e fazer parte de uma construção de novos caminhos para a nossa Amazônia. Essa edição tem um significado e importância única, que é de dar voz aos nossos jovens do interior da Amazônia no Sínodo para Amazônia 2019.
Convido a todas as fraternidades da Área Norte a realizarem o encontro (BAIXE AQUI) e responder ao questionário em anexo. Também, se possível, envolver outros membros da nossa Família Franciscana e outros segmentos juvenis ou pastorais para que também façam parte desse processo de construção de novos caminhos.
Nossa Área Norte, em seus três regionais, podemos identificar uma diversidade cultural, ambiental, de povos e costumes. Então, vamos demonstrar e representar cada peculiaridade da nossa realidade local, para isso se faz importante a participação de todos. 
Vamos representar nossos povos, nossa fauna e flora. Vamos ser a igreja em saída. Vamos colocar em nossas respostas o carisma franciscano e defender a nossa Casa Comum. Vamos construir!
Então fica o convite para toda a Área Norte, para realizarem o encontro e responderem ao questionário que deve ser enviado para o email da Secretária Nacional da Área Norte (ellyalves92@hotmail.com) até o dia 26/01/2019.
Vamos agir juntos e construir novos caminhos, sendo vozes fortes que lutam por nossa Amazônia, nossa Casa Comum.
Desde já um bom encontro fraterno a todos!!!

Adrielly Alves da Silva
Secretária Nacional para a Área Norte
Triênio 2016-2019




terça-feira, 25 de dezembro de 2018

MENSAGEM DE NATAL

"Eu vos anúncio uma grande alegria
Nasceu para nós o Salvador
Que é Cristo, o Senhor."


É Natal! A celebração do Deus encarnado na humanidade. Deus se fez humano, simples, pobre e humilde. O divino e altíssimo, glorioso e soberano Deus se fez criança como cada um de nós fomos um dia. 
É uma grande alegria, se acolhermos o menino Jesus em nossos corações como o maior presente que podemos receber.

"Alegrem-se os céus, rejubile a terra,
ressoe o mar com tudo o que contém"

Quando olhamos para o presépio enchemos os olhos de emoção e o coração de gratidão. Olhemos a humildade de Deus que há nele.

"Diante da manjedoura, compreendemos que não são os bens que alimentam a vida, mas o amor; não a voracidade, mas a caridade; não a abundância ostentada, mas a simplicidade que devemos preservar." Papa Francisco

Em nossa realidade, o orgulho, a ostentação, o consumo e a cobiça são a custo muito alto do sofrimento de tantos irmãos que não tem casa, trabalho, saúde, alimentos para uma vida digna.

Jesus, migrante e pobre, nascido em uma manjedoura, por que não havia lugar na estalagem mostra que a vida é bem mais simples. Que a ganância, o poder, a vanglória são dispensáveis. No entanto, os orgulhosos e soberbos não entendem a vida, pois não são capazes de abaixar-se. 

 “Abaixa-te, sê humilde, e assim aprenderá a entender a vida e a entender as pessoas”.

Que nessa pedagogia do renascimento, busquemos ter um Natal harmonioso, cheio de alimentos para nossa alma: caridade, paz, união e fé. Que a oração seja o agradecimento à todas as bênçãos do ano que se finda. Que o Sagrado seja o banquete em nossas Famílias.

Nosso Rei e Salvador escolheu o lugar mais simples para confundir os sábios e entendidos. Que neste Natal e também em todos os dias do próximo ano busquemos a humildade, a partilha, o aproximar-se do ensinamento do menino Jesus e compreendermos mais a vida e nossos/as irmãos/irmãs.  


Com sintonia, afeto e fraternidade, nós do Secretariado Fraterno Nacional da JUFRA do Brasil desejamos um Feliz Natal a cada irmã e irmão!

domingo, 9 de dezembro de 2018

TRABALHADORES DO MST SÃO ASSASSINADOS EM ACAMPAMENTO NA PARAÍBA


Nota da Direção do MST Paraíba sobre o assassinato de dois militantes no Acampamento Dom José Maria Pires, município de Alhandra.

“O que seria deste mundo sem militantes? Como seria a condição humana se não houvesse militantes? Não porque os militantes sejam perfeitos, porque tenham sempre a razão, porque sejam super-homens e não se equivoquem. Não é isso. É que os militantes não vêm para buscar o seu, vem entregar a alma por um punhado de sonhos’.
(Ex-presidente Uruguaio, Pepe Mujica)

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST-PB) perde nesta noite de sábado (08) por volta das 19:30 dois militantes: José Bernardo da Silva, conhecido por Orlando e Rodrigo Celestino. Foram brutalmente assassinado por capangas encapuzados e fortemente armados. Isso demonstra a atual repressão contra os movimentos populares e suas lideranças. O ataque aconteceu no Acampamento Dom José Maria Pires, no município de Alhandra na Paraíba. Área da Fazenda Garapu, pertencente ao Grupo Santa Tereza, ocupada pelas famílias em julho de 2017.

Exigimos justiça com a punição dos culpados e acreditamos que lutar não é CRIME. Nestes tempos de angústia e de dúvidas sobre o futuro do Brasil, não podemos deixar os que detém o poder político e econômico traçar o nosso destino. Portanto, continuamos reafirmando a luta em defesa da terra como central para garantir dignidade aos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade.

Justamente dois dias antes das comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, são assassinados de forma brutal dois trabalhadores Sem Terra. Neste sentido, convocamos a militância, amigos e amigas, aos que defendem os trabalhadores e trabalhadores, denunciar a atual repressão e os assassinatos em decorrências de conflitos no campo.

Solidariedade à família de Orlando e Rodrigo.

Direção do MST – PB
Lutar, Construir Reforma Agrária Popular!

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

JUFRA DO BRASIL LANÇA CARTA DE CONVOCAÇÃO PARA O CONJUFRA 2019

SECRETARIADO FRATERNO NACIONAL DA JUFRA DO BRASIL

AV. Josino José de Almeida, Farolândia
     Aracaju - SE – CEP: 49000-000


XVII CONGRESSO NACIONAL ORDINÁRIO DA JUFRA DO BRASIL

(01 a 05 de março de 2019)

Tema: Juventude e Profecia: Águas para a Vida.
Lema: “Não tens um balde, e o poço é fundo. De onde vais tirar a água viva?” (Jo 4,11).

CARTA DE CONVOCAÇÃO

Aracaju-SE, 02 de Novembro de 2018.

Amados (as) irmãos (ãs) membros do Secretariado Fraterno Nacional,
Secretários (as) Fraternos (as) Regionais e demais membros destes Secretariados Regionais,
Amada Ministra Nacional da Ordem Franciscana Secular,
Conselheiros (as) fiscais nacionais,

Paz e bem!
            Através desta, ficam convocados os membros de direito do Secretariado Fraterno Nacional, dos Secretariados Fraternos Regionais, do Conselho fiscal e Ministra Nacional da OFS a comparecerem ao XVII Congresso Nacional Ordinário da Juventude Franciscana do Brasil, a ser realizado entre os dias 01 a 05 de março de 2019 na cidade de Anápolis - GO. O local do Congresso será no Seminário Regina Minorum. Av. Pedro Ludovico, 8.355. Vivian Parque CEP: 75135-490. Cx. Postal: 461. Anápolis – GO, fone: (62) 3316-1633. Os participantes terão como referência para as questões estruturais as jufristas Fernanda (62) 99342-2254 e Deborah (62) 99205-2932, já para questões gerais devem contactar Washington Lima (79) 99106-1137.
As atividades se desenvolverão conforme a Agenda do CONJUFRA, que está sendo enviada em anexo. A taxa de inscrição é de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) por pessoa para inscrições e pagamentos efetuados até 10/02/2019 e de R$ 200,00 (duzentos reais) para inscrições e pagamentos realizados posteriores a esta data. Este valor incluirá todas as despesas do Congresso (hospedagem, alimentação e material de secretaria). A inscrição deve ser feita pelo preenchimento do formulário online: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe-_bU5iRZuBgon-0IXrYtY4mQj8mp6tqXsSze8l6htBjU5HA/formResponse e o envio do comprovante de pagamento para conjufra2019@gmail.com.
Conforme disposto no artigo 14 do Estatuto Nacional da JUFRA do Brasil são convocados os seguintes membros, com direito a voz e voto:
  I.            Secretário Fraterno Nacional, mais dois membros do Secretariado Fraterno Nacional;
 II.            Secretários Nacionais para as Áreas;
 III.            Secretários Fraternos Regionais;
  IV.            Secretários Nacional e Regionais de Formação;
 V.            Ministro Nacional da OFS;
 VI.            Assistente Espiritual Nacional e Assistentes Espirituais da Área Centro-Oeste, porém sem direito a voto nas questões financeiras e eleições;
VII.            Animadores (as) Fraternos (as) Nacional e Regionais.
 VIII.            Conselheiros fiscais titulares, estes, porém só com direito a voto nas questões econômicas-financeiras.
§ 1º: O membro titular impossibilitado de comparecer ao CONJUFRA, para o qual foi convocado, far-se-á representar, por irmão do mesmo nível, mediante delegação escrita e expressa, justificada por seu (sua) Secretário (a) Fraterno (a) Regional, sendo vedados, porém, o substabelecimento e a acumulação.
O Congresso Nacional além de ser o órgão administrativo de maior importância é um momento de muita relevância para a vida da Fraternidade Nacional. Assim, novamente chegamos a este momento, tempo de avaliar a caminhada, visitar com um olhar crítico e esperançoso o triênio que passou e traçar metas e sonhos para o próximo triênio. Por isso é importante que todos os representantes regionais se façam presentes neste momento e também motivem os irmãos e irmãs que desejem participar, pois gostaríamos que qualquer jufrista que esteja interessado em vivenciar este momento sinta-se acolhido e convidado a estar conosco.
Vale relembrar ainda de acordo com o art.12 §3° do Estatuto Nacional:
 O Congresso Nacional ordinário ou extraordinário será preparado nas bases regionais com o objetivo de reunir os jufristas em torno dos problemas que os afligem a partir de uma visão crítica da realidade para que as decisões a serem tomadas sejam fruto de uma reflexão coletiva e organizada.
Neste sentido, pedimos também que as apresentações dos Relatórios dos Regionais no Congresso sejam bem preparadas junto às equipes regionais e que todos cheguem alegres e motivados a tomar decisões sólidas para a caminhada da JUFRA do Brasil.
Em tempos tão desafiadores, a sede nos leva ao poço. Desejamos água! Temos sede! Belos momentos nos esperam...

Washington Lima dos Santos, JUFRA/OFS
Secretário Fraterno (Presidente) Nacional da JUFRA do Brasil

BAIXE OS ARQUIVOS AQUI:

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

9ª JORNADA FRANCISCANA NACIONAL PELOS DIREITOS HUMANOS

Queridas irmãs, queridos irmãos, paz e bem!

Com entusiasmo, fé e esperança apresentamos a nossa 9ª Jornada Franciscana Nacional pelos Direitos Humanos. Com tema “Diálogos de paz e Superação da Violência: 800 anos do encontro entre São Francisco e o Sultão” e lema: “a paz é fruto da justiça” (Is 32,17), somos chamados/as a erguer uma só voz profética na construção da paz, fruto da justiça, na defesa da dignidade da pessoa humana e do bem comum.

                                                         
No próximo ano celebramos os 800 anos do encontro entre São Francisco e o Sultão. Em 1219, São Francisco encontrou com o Sultão al Malik al Kamil no Egito (Damietta), durante a quinta Cruzada dos Cristãos contra os Muçulmanos. Francisco, que buscava o fim do conflito e da guerra, encontrou em Malik al Kamil uma pessoa aberta ao diálogo e a construção da paz. Através desse encontro, Francisco e o Sultão nos ensinam como é importante o respeito às diversidades e a promoção da dignidade das pessoas.
                                                         
Hoje, após 800 anos desse encontro, temos acompanhado uma onda crescente da intolerância e do fanatismo religioso, do ódio às minorias e da criminalização dos mais pobres e marginalizados. Vivemos um avanço das forças conservadoras com um discurso de falso patriotismo, que busca manter os privilégios de uma minoria através da retirada de direitos fundamentais, gerando mais desigualdade, violência e exclusão.
                                                         
Nesse contexto, a celebração dos 800 anos do encontro entre Francisco e o Sultão nos mostra um caminho a seguir, principalmente no dialogo inter-religioso, na construção da paz e da Fraternidade Universal. O tema da violência é transversal a todas as dimensões sociais e tem sido cada vez mais presente na realidade brasileira. Segundo Papa Francisco, “A paz social não pode ser entendida como mera ausência de violência obtida pela imposição de uma parte sobre as outras. A dignidade da pessoa humana e o bem comum estão por cima da tranquilidade de alguns que não querem renunciar aos seus privilégios. Quando estes valores são afetados, é necessária uma voz profética”.
                                                         
Assim, em consonância com a Campanha da Fraternidade 2018, nos juntamos como uma só família franciscana nessa 9ª Jornada Franciscana Nacional pelos Direitos Humanos. Anime sua fraternidade e comunidade local para fazer parte dessa construção. Que possamos, juntos, seguir os passos de Francisco de Assis e Francisco de Roma para ecoar nossa voz profética pela superação da violência em todas suas dimensões, promovendo a paz, fruto da justiça, e a fraternidade universal à luz do Evangelho e do carisma franciscano.

Para baixar os materiais, clique aqui.
                                                          
Fraternalmente,
                                                                                                        
Frei Éderson Queiroz
Presidente da Conferência da Família Franciscana do Brasil

Helio da Costa Gouvêa
Coordenador Nacional JPIC da OFS

Igor Bastos
Secretário Nacional de DHJUPIC da Jufra do Brasil

Maria José Coelho
Ministra Nacional da OFS
                                                         
Washington Lima
Secretário Fraterno Nacional da Jufra do Brasil