terça-feira, 19 de setembro de 2017

EVENTO JUVENTUDES, DIREITOS E FÉ DESTACA O DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO


CONVERSA: jovens discutiram, em atividades diversas, assuntos como gênero, meio ambiente, cultura e racismo - Thaís Presser

Bom Retiro do Sul - O Sítio Moinhos do Campo foi palco, durante três dias - de sexta-feira até ontem -, de um encontro de jovens. O Juventudes, direitos e fé, promovido pelo projeto Mobilização RS, buscou tratar temas da atualidade considerando diversas crenças. "A ideia é que haja um diálogo inter-religioso, em que os jovens possam falar dos mais diversos assuntos, como gênero, meio ambiente, cultura e racismo", explica a integrante da comissão organizadora, Edoarda Scherer.

De acordo com Edoarda, que faz parte da Pastoral Universitária Ecumênica (Pasune) e é vice-presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Rio Grande do Sul (Conic-RS), o evento é pioneiro na região. "Fomos audaciosos ao realizarmos esse encontro, pois havia uma demanda muito grande. Estamos felizes, pois as vagas logo terminaram, e todos os inscritos vieram. Então, tudo deu muito certo".


Edoarda lembra que a ideia de fazer o Juventudes, direitos e fé surgiu depois que frades participaram de uma reunião em Belo Horizonte. "Os frades sugeriram que fizéssemos algo aqui, com as nossas temáticas, no estilo do encontro que eles foram".

O evento
Reunidos, 80 jovens, entre eles umbandistas, candomblecistas, hinduístas, espíritas, budistas, católicos, luteranos, anglicanos, evangélicos, um astrólogo, e até participantes sem nenhuma orientação religiosa, promoveram, em diversas atividades, uma mobilização inter-religiosa. Houve oficinas, painéis, plenárias, mística, música e confraternizações. "Em nenhum momento houve um agrupamento de jovens de uma única crença. Todos se misturaram para aprender e partilhar suas vivências", salienta Edoarda.

Entre os participantes do evento estavam Leonardo Canappele Pereira, Larissa Pereira Carvalho, Gabriela Viecelin Zanatta, André Francisco Gonçalves e Adílson Ribeiro da Silva Júnior. O quinteto forma o grupo Zipplayers, que canta e toca diversos instrumentos, entre eles violão, cavaco, baixo, percussão, teclado, flauta, banjo e ukulele. "Sempre participamos de iniciativas como essa. Quando ficamos sabendo deste evento, logo nos programamos para vir", afirma Leonardo.

Saiba mais
Os 80 participantes do evento são oriundos de seis estados: Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas e Alagoas. Conforme Edoarda, a realização de novas edições do Juventudes, direitos e fé será avaliada. "Nos reuniremos para ver outros desdobramentos da iniciativa, mas há, sim, o desejo de fazermos mais eventos assim".

domingo, 17 de setembro de 2017

UM OLHAR FRANCISCANO SOBRE A MÍSTICA DA CRUZ E DAS CHAGAS


A Festa da Exaltação da Santa Cruz, recorda ao nosso coração franciscano o amor e a reverência que todos somos chamados a viver intensamente.

Cruz bendita, bendita cruz, madeiro sagrado fonte viva de esperança, água e sangue que nos cura e redime, cruz que merecestes suster o peso do mundo, a vida em ti fere a morte, e nos banha em sangue fecundo, nossa esperança verdadeira, fonte perene de vida, Cruz bendita em ti encontramos nossa razão de viver. Assim como Francisco por ti foi tocado, e em seu amor pelo Cristo, quis sofrer os mesmos tormentos e o mesmo amor.

São Francisco de Assis é marcado profunda e misteriosamente pelo sinal da Cruz. O santo viveu em continua busca da imitação de Jesus Cristo pobre e crucificado.

Toda a vida de Francisco foi orientada na direção de um ponto culminante: ao singular mistério do Monte Alverne. Lá ele encontrou o despojamento extremo e uma imensa solidão, e com isso Francisco se rejubilou e sua vida naquele lugar tornou-se oração e ininterrupta penitência. Todo o itinerário do santo é perpassando pela profunda devoção à Paixão do Senhor, "enquanto viveu trouxe os estigmas do Senhor em seu coração como depois claramente se patenteou pela renovação dos mesmos estigmas maravilhosamente realizado em seu corpo" (Legenda dos Três Companheiros).

No alto e frio Monte Alverne chorando o Amor que não é amado, Francisco experimentou intensamente, amor em forma de cruz, na sua carne os cravos da Cruz do Senhor. Por isso, por onde passava deixava sua marca de cruz. Não com palavras, mas com gestos, ele transmitiam o amor e a paixão pela cruz.

Que nessa festa dos estigmas de Francisco, o Senhor abençoe esta terra de Santa Cruz e que ao contemplarmos os mistérios da Paixão de Cristo, possamos trazer presente tantos chagados e chagadas de hoje, irmãos e irmãs nossos que a cada sofrem as Chagas da exclusão, do abandono, do preconceito. Vítimas de um sistema que ainda hoje assinala marcas profundas de crucifixão, sejam estes nossos irmãos e irmãs inseridos no Mistério Pascal de Cristo, que nos convida a afirmar que o amor e a vida têm a última palavra.

Abrasados pelo mesmo amor com o qual Francisco se identificou com o Cristo, seja a nossa vida e missão um testemunho ardente de doação para que possamos hoje curar as diversas "chagas" presentes em nossa sociedade.

Ir  Patrícia Francisca Dutra,FDM
Assistente Espiritual Nacional OFS/JUFRA

Frei Wellington Buarque de Souza,OFM
Assistente Espiritual Nacional OFS/JUFRA

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

HOJE É DIA DE MÁRCIO BERNARDO!!!

Hoje celebramos o dom da Vida do nosso queridíssimo irmão, sempre muito tranquilo, parceiro de muitas caminhadas da Jufra do Brasil, Secretário para a Área Sudeste,  nosso  Márcio Bernardo!
Que o Bom Deus te abençoe e te guarde!
Muitas alegrias, realizações,  conquistas e muito sucesso! Que você continue espalhando a mensagem Franciscana seja pelas ondas da rádio, seja cuidando dos irmãos/ãs com o seu olhar tão singular e acolhedor, ou seja  com o seu grande testemunho!
És muito especial para todos nós!
Toda a Paz e Todo bem!

Um lindo Dia!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

ANIVERSÁRIO DA NOSSA IRMà JÉSSICA LIMA, AÊêÊê!

Hoje, dia 05 de Setembro, celebramos a vida da nossa irmã Jéssica Lima. Atual membro do Secretariado Nacional e Secretária Regional ( CE/PI), ela possui alguns anos (rsrsrsr') de serviço prestado à Juventude Franciscana.
Agradecemos pelo serviço que desempenhas em nossa família. Noites, notícias, revisar materiais, cansaço, visitas, viagens...tudo por amor.
Nós, para muito além do secretariado, nos unimos a tantos jufristas espalhados pelo Brasil, que tem por ti um imenso carinho, para pedimos a Deus que continue abençoando sua vida, sua ousadia e disponibilidade, características importantes que fazem de ti uma jufrista importante nesse processo de construção da identidade da nossa Juventude. 
Abençoado dia, juízoooo...rs'

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

DOM JOSÉ MARIA PIRES, PRESENTE!


Dom José Maria Pires, 98 anos de Vida, fez sua Páscoa! Com o Povo, fez-se Povo. Sendo mineiro, fez-se nordestino. Sendo arcebispo, fez-se companheiro. Obrigado, Dom José, por mostrar à Igreja o caminho que, como Jesus de Nazaré, devemos trilhar: "Do Centro para a Margem!"

domingo, 27 de agosto de 2017

ENCONTRO "JUVENTUDES, DIREITOS E FÉ" OCORRE DAQUI A UM MÊS EM BOM RETIRO DO SUL


Paz e Bem,

Estamos realizando o encontro de Juventudes, Direitos e Fé por uma mobilização inter-religiosa. O evento ocorrerá de 15 a 17 de setembro, no Sítio Moinhos do Campo, em Bom Retiro do Sul - RS. As inscrições estão abertas para a programação, que contemplará, entre outras atividades, diversas oficinas, painéis, mística e plenária sobre temas como diversidade, genêro, cultura, justiça socioambiental e diálogo inter-religioso. Haverá tradução em Libras.

Este encontro do apoio do Projeto Gurizada Franciscana (Franciscanos-RS), Juventude Franciscana do Brasil (JUFRA), Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana (ESTEF), Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil - RS (CONIC-RS), Programa de Gênero e Religião da Faculdades Escola Superior de Teologia (EST - São Leopoldo), Diocese de Montenegro entre outros.

Segue o link:


terça-feira, 22 de agosto de 2017

REGIONAL OESTE REALIZA XIV CORJUFRA ELETIVO EM CAMPO GRANDE-MS




No último final de semana (18, 19 e 20 de Agosto) a Juventude Franciscana do Regional Oeste (MS-MT-RO) celebrou seu XIV o Congresso Regional Eletivo da Juventude Franciscana (CORJUFRA), no Convento Nossa Senhora de Fátima, dos Frades Menores Capuchinhos, em Campo Grande – MS.
O Encontro teve a presença das duas fraternidades Jufra Nossa Senhora de Fátima e Jufrapa – Jufra Perfeita Alegria ambas da própria cidade de Campo Grande -MS, e a fraternidade Francisco por Natureza da cidade de Cuiabá – MT.  Também contou com o Secretariado cessante, que serviu o Regional no triênio 2014-2017. Estiveram presentes, representando a JUFRA DO BRASIL a Irmã Juliana Caroline (Secretaria Nacional de Formação) e o Frei Wellington Buarque, OFM (ASSISTENTE ESPIRITUAL NACIONAL), que também conduziram a eleição e puderam tirar dúvidas em relação a situação atual do regional, dando uma tranquilidade e segurança para os irmãos escolhidos para melhor conduzirem o Regional Pelos próximos três anos.
Ressalta-se também a presença dos irmãos da Ordem Franciscana Secular no Congresso, onde estiveram presentes o Ministro Regional, juntamente  aos Animadores Fraternos locais, a Animadora Fraterna Regional e além disso irmãos da Fraternidade anfitriã que esteve juntos aos jovens nos momentos de celebração e de animação, e cuidaram da alimentação dos Jufristas durante o congresso.    
Ressalte-se, ainda, a contribuição de todos os frades acolheram o Regional em sua casa e partilharam com os jovens este novo momento, de modo especial ao Assistente Regional Frei Francisco Dimas, OFM Cap., por tudo o que fez pela Fraternidade do Regional desde que assumiu a assistência espiritual do regional.
Depois de tantos momentos de reflexão e de aprendizado, compartilhando um mesmo sentido de fé e esperança os irmãos escolheram os irmãos que irão conduzir o Regional Oeste no próximo Triênio, tendo sido escolhida Carol Oliveira, para a função de Secretária Fraterna Regional, e o irmão Pedro Augusto Orona, para Formador do Regional.
Com uma chama de esperança contando com as orações de todos os irmãos e com as Benção do Nosso Pai Seráfico São Francisco de Assis, os jovens seguem com um espírito de Recomeço, pois é preciso Recomeçar –SEMPRE- pedimos a Deus força e coragem para a conquista de novas vocações Franciscanas e um cuidado as que já existem.
              
Paz e Bem!

Caroline Aparecida de Oliveira
Secretária Fraterna Regional
Regional Oeste (MS/MT/RO)







sexta-feira, 18 de agosto de 2017

FESTA NA JUFRA DO BRASIL - HOJE É DIA DE HUMBERTO MARTINS!!!

Festejamos hoje a vida do irmão Humberto Martins, nosso Secretário Nacional de Finanças, esse jovem alegre, carinhoso, nosso querido economista (pirangueiro).
Irmão, nós queremos te desejar um feliz aniversário e pedir a Deus que continue guiando teus caminhos, iluminando-os e te enchendo de sabedoria.

Parabéns Humberto, Deus te abençoe e guarde!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

JUFRISTAS DO BRASIL SÃO ELEITOS PARA SERVIÇOS NO CONSELHO INTERNACIONAL DA ORDEM FRANCISCANA SECULAR





É com muita alegria que a JUFRA do Brasil divulga o resultado da última eleição do CIOFS (Conselho Internacional da Ordem Franciscana Secular) onde foram eleitos Emanuelson Matias de Lima e Rebecca Nascimento de Oliveira.
Nosso irmão Elson foi eleito conselheiro para representar a JUFRA da América do Sul junto ao CIOFS. Este irmão trilhou seu caminho inicialmente junto a Fraternidade de JUFRA e OFS em Santa Rita/PB, hoje encontra-se junto as fraternidades de JUFRA e OFS em Foz do Iguaçu-PR. Após servir nos diversos níveis é atual membro do Secretariado Fraterno Nacional da JUFRA. Vale salientar também que hoje nosso irmão celebra 12 anos  de Compromisso de Jufrista. É dom de Deus.
Nossa irmã Beka foi eleita substituta para o serviço e faz sua caminhada junto a fraternidade de JUFRA e OFS em Aracaju-SE. Exemplo de caminhada e dedicação também nos diversos níveis de serviço da nossa família.

Tudo isso nos enche de alegria na certeza da vocação dos irmãos que agora contribuem em nível internacional na caminhada da OFS e JUFRA. 

Secretariado Fraterno Nacional da JUFRA do Brasil 

domingo, 13 de agosto de 2017

PAI E FAMÍLIA: SENTIMENTO E COMPROMISSO DE AMOR



Pai é aquele que ama, que cria e educa
Aquele que te dá coragem e te transforma em uma pessoa melhor
Também é aquele que não consegue compreender suas decisões, que crítica e não acredita que vá dar certo, mas mesmo assim, reza escondido por você, torce para que tudo acabe bem e não diz isso em palavras, mas no olhar, no aceno de cabeça...
Há pais emotivos, distribuidores de afeto e carinho
Há os que não conseguem dizer uma palavra ou realizar um gesto que comprove o amor pelos filhos
Ainda há os que realizam gestos e proferem palavras que ferem o corpo e alma, afastando de si, qualquer sentido de ser pai.
Sempre ouvimos relatos de jovens que dizem “Quando for pai, quero ser um tão bom como o meu” ou “Quero ser um pai melhor do que o meu” ou ainda “Quero ser o pai que não tive, o pai dos meus sonhos que nunca esteve presente em minha vida”.
Existe a família que abraça esse dom, que faz do ser pai um sentimento e compromisso. O irmão mais velho que zela, a mãe que muitas vezes tem que educar sozinha. 
Independente das qualidades e valores da figura paterna que temos como referência. Sabemos qual modelo de pai desejamos e sonhamos para toda humanidade. 
O modelo do nosso Pai, do nosso Deus. 
Infinitamente misericordioso e amoroso, paciente e sábio. Compreensivo e eterno.
Que deixa o legado do altruísmo, da humildade, paz e amor para com todas as pessoas e criaturas.

Que todos jufristas se sintam abraçados por esse Amor que cuida. Pai e família.Sentimento e compromisso.

ENCONTRO REGIONAL ACONTECE EM MINAS GERAIS


“E depois que o Senhor me deu irmãos ninguém me mostrou o que eu deveria fazer, mas o Altíssimo mesmo me revelou que eu devia viver segundo a forma do santo Evangelho.” (Testamento de São Francisco – 1226)


A Juventude Franciscana do Regional SE I/ Minas Gerais, celebrou nos dias 21 a 23 de julho o  Encontro Regional, na cidade de Carmo do Paranaíba no Alto Paranaíba. A Fraternidade Local Perfeita Alegria, parte do distrito I, foi quem acolheu todos os irmãos jufristas. Realizando o encontro no PROMEM (Projeto mantido pela Paróquia Nossa Senhora do Carmo e Frades Capuchinhos, local que acolhe crianças carentes da comunidade para reforço pedagógico entre outros trabalhos).
O encontro teve como tema: Essência Franciscana e o lema: Recorreis sempre ao ponto de partida. Estiveram presentes jufristas de todo o Estado: Fraternidade Alverne (Patos de Minas), Fraternidade N. Sra. Dos Anjos (Lagoa Formosa), Fraternidade São Pio (Uberlândia), Fraternidade Irmã Caridade (Araguari), Fraternidade Monte Alverne (São João del Rei), Fraternidade Santo Antônio (Divinópolis), Fraternidade Rosa de Viterbo (Betim), Fraternidade Santa Maria dos Anjos (Muriaé), Fraternidade A caminho do Francisclarianismo(Salinas), Fraternidade Frei Leão (Jequitinhonha).

Foram 115 jovens franciscanos, contando com forte presença da OFS e alguns Frades. O tema levou os jufristas a refletirem qual era o seu ponto de partida, a sua vivência em fraternidade e qual o dever de um jufrista no mundo. Foi um encontro de momentos fortes, adoração ao Santíssimo, convívio fraterno, Celebração Eucarística, dinâmica de interação e reza do terço.
No encontro tivemos o prazer de pela primeira vez de apresentar o Secretariado Regional, foi eleito em maio deste ano, assim também aproveitando o tempo se reunir e planejar. 

Joice Fátima de Oliveira
(Secretária Regional de Formação)
Pedro Henrique de Sousa e Silva
(Secretário Regional de Comunicação Social, Registro e Arquivo)


segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CARTA DE APARECIDA

“ Ouvir tanto o clamor da terra como o clamor dos pobres. ” LS,49 

   


A Conferência da Família Franciscana do Brasil, celebrando o Capitulo Nacional das Esteiras, consciente de sua missão de “levar ao mundo a misericórdia de Deus”, dirige-se a todas as pessoas de boa vontade: àquelas que continuam acreditando em um mundo de justiça e fraternidade e àquelas que, em meio às contradições e crueldades de nosso tempo, vivem a dor da desilusão e da falta de esperança.
As partilhas realizadas nesses dias nos levam a afirmar: vivemos um verdadeiro Pentecostes. Neste sentido, o Capítulo nos chamou a um revigoramento do Carisma e nos levou a fazer memória da herança, da inspiração originária que deu início ao movimento franciscano. A experiência das esteiras nos leva a retomar nossa vocação enquanto peregrinos e forasteiros.
As bases nas quais foram construídas a nossa história estão marcadas pelo sangue dos pobres e pequenos, indígenas, mulheres e jovens negros, por um extrativismo desmedido e destruidor, por uma economia que exclui a maioria, por destruição de povos, culturas e da natureza. À luz do nosso carisma, compreendemos que se faz necessário construir um novo horizonte utópico que nos comprometa com a construção de um projeto de país com justiça e paz em respeito à integridade da criação.
Somos sensíveis ao grito dos empobrecidos e da Mãe Terra! É preciso agir com misericórdia para com eles e, com indignação diante desse sistema que exclui, empobrece e maltrata, e convocarmos a todos para se unirem à luta que hoje assumimos juntos: participar da reconstrução da Igreja com o Papa Francisco e reconstruir o Brasil em ruínas.
É chegado o momento de recolhermos nossas esteiras e as lançarmos sobre o chão das periferias do mundo, transformando continuamente nossa maneira de Ser, Estar e Consumir em reposta aos apelos do Papa Francisco.
A realidade ecológica e sócio-política-econômica do nosso país nos exige compromisso profético de denúncia e anúncio.  Assistimos, tomados de ira sagrada, à violação dos direitos conquistados, através de muitos esforços, empenhos e articulação pelo povo brasileiro. Por isso, não podemos deixar de nos empenhar junto aos movimentos sociais na luta “por nenhum direito a menos”, contra golpes, reformas retrógadas e abusivas conduzidas por um governo ilegítimo, um parlamento divorciado dos interesses da população e  uma justiça que tem se revelado fora dos parâmetros da equidade “que no lugar de fortalecer o papel do Estado para atender às necessidade e os direitos do mais fragilizados, favorece os interesses do grande capital”¹.
Dessa Cidade de Aparecida, Nossa Senhora, Padroeira do Brasil, resgatada das águas de um rio, hoje poluído e degradado, nos faz eleger dentre os diversos apelos um compromisso particular com a Irmã Água. Deste modo, nos empenharemos na construção de um processo de reflexão e ação em defesa da água como bem comum, que se dará através da participação da família em jornadas, fóruns e nas iniciativas de fortalecimento dos trabalhos ligados à promoção da Justiça e da Integridade da Criação.
Tudo isso acontece, irmãs e irmãos, porque São Francisco nos ensinou que nos momentos mais difíceis de nossas vidas devemos voltar à Casa da Mãe. Ele e seus irmãos voltavam, com frequência, à pequena igreja de Santa Maria dos Anjos, a Porciúncula. Nós voltamos ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, neste 300 anos de caminhada com os pequenos desta terra.
“Óh Mãe preta, óh Mariama, Claro que dirão, Mariama, que é política, que é subversão, que é comunismo. É Evangelho de Cristo, Mariama!”, ainda assim, invocamos suas bênçãos sobre toda a nossa família e sobre um Brasil sedento de “Paz – fruto da justiça, do bem e da Misericórdia de Deus”.
 
Conferência da Família Franciscana do Brasil – CFFB
06 de agosto de 2017

Fonte: http://ffb.org.br/carta-de-aparecida.html

terça-feira, 1 de agosto de 2017

JUFRA DO MARANHÃO REALIZA XVI CORJUFRA

O final de semana da Juventude Franciscana do Maranhão foi marcado de muita alegria, partilha e vivência fraterna, pois foi nesse clima que durante os dias 21, 22 e 23 de julho realizamos o XVI CONGRESSO REGIONAL ORDINÁRIO AVALIATIVO e VI EXTRAORDINÁRIO DA JUFRA DO MARANHÃO, na cidade onde bate o coração do Maranhão, Tuntum. Iluminados pelo tema Analisando os sinais dos tempos: reformando e caminhando. E pelo lema, não extingam os espíritos, examinem tudo e fiquem com o que é bom, nossos irmãos puderam ver que a caminhada perpassa por mudanças, e que estas devem acontecer conforme os tempos vividos sem deixar de lembrar a importância de tantos irmãos/ãs que contribuíram e ainda contribuem com a caminhada que trilhamos até os dias atuais.

Nosso Congresso iniciou na sexta feira, às 17horas com o credenciamento dos irmãos que vinham chegando de Norte a Sul do Maranhão com seus pertences nas bagagens e cheios de energia. Contamos com a presença de doze fraternidades oficiais, quatro fraternidades iniciantes, a presença bem expressiva de nossos irmãos da Ordem Franciscana Secular e um total de 140 irmãos/ãs.  A abertura e acolhida oficial de todos os fraternos foi feita devidamente pelo nosso Secretário Fraterno Regional, Glenylson Ribeiro, com muita alegria e animação Franciscana. Após cada fraternidade, irmãos e irmãs devidamente apresentados, nosso Secretário Regional fez a leitura e aprovação de nossa Agenda do Congresso e do Regimento Interno que nos auxiliou a conduzir todo o processo que vivenciamos. Leituras devidamente feitas e aprovadas pela Assembleia, nos preparamos para vivenciar a mística de abertura, muito bem conduzida pela fraternidade local, juntamente com nosso secretário de Ação Evangelizadora (Rafael Caneiro) e nosso Secretário de DHJUPIC (Luís Eduardo).



No sábado, nosso despertar foi bem cedo e fomos todos conduzidos para o campo onde ouvindo o som dos pássaros e sentindo a brisa da manhã, nosso secretário de Ação Evangelizadora (Rafael Carneiro), conduziu a oração da manhã.  Depois de saborearmos um delicioso café da manhã, seguimos para a plenária, onde tivemos um maravilhoso momento de animação fraterna, e, diga-se de passagem, foi animação mesmo, viu! Animação conduzida pelo irmão Clerisvaldo e irmãos do Distrito III. Logo em seguida o nosso Assistente Espiritual Regional, Frei Alessandro Rodrigues, OFM – Conv e nosso Secretário Fraterno Regional (Glenylson Ribeiro) nos ajudaram a refletir a temática de nosso Congresso de forma bem simples, sucinta e esclarecedora.  Logo após as reflexões feitas, acerca de nossa temática, seguimos para um delicioso lanche e nos preparamos para acolher a nossa Animadora Fraterna Nacional, a irmã Maria Aparecida Brito, que veio delegada pelo nosso Secretário Fraterno Nacional (Washington Lima) para conduzir o processo de votação de reforma de nosso Estatuto Regional. Aqui salientamos que este processo tão sonhado e desejado pelos nossos Jufristas foi um passo marcante e muito significante para o nosso Regional, realizado durante a manhã de sábado.



À tarde, o sábado de nosso Congresso foi marcado pelo trabalho nas oficinas de Ação Evangelizadora, IMMF, DHJUPIC e Animação Fraterna com o objetivo de formar os nossos irmãos e irmãs para desenvolver os serviços em suas fraternidades locais. Cada oficina foi conduzida pelo respectivo Secretário Fraterno Regional de cada secretaria juntamente com os assessores e pelo nosso Animador Fraterno.
Vale ressaltar que nos espaços das Oficinas de Ação Evangelizadora, conduzida pelo irmão Rafael Carneiro e DHJUPIC, conduzida pelo Irmão Luís Eduardo, foi realizado o repasse das Escolas de Formação de A.E e DHJUPIC da Jufra do Brasil, repasse este, muito bem acolhido pelos irmãos do Maranhão. Na Oficina de IMMF, conduzida pelos irmãos João Paulo e Maria Joaquina foi trabalhado o sentido de amar e doar-se para implantação e acompanhamento da IMMF em nossas fraternidades locais. Na Oficina de Animação Fraterna, conduzida pelo nosso animador, Thiago Silveira, foi feito muitos esclarecimentos sobre este serviço, apresentado e entregue a cartilha de animação fraterna aos irmãos da OFS e motivando ainda mais a presença da OFS junto à Jufra. Após todos os debates e reflexões dentro das oficinas, tivemos à hora da culminância dos trabalhos, onde os irmãos, com muita criatividade expuseram um pouco do que foi aprendido e construído dentro de cada Oficina.









Depois de uma manhã e tarde intensa de trabalhos, seguimos para a janta e fomos nos preparar para um maravilhoso convívio fraterno que foi embalado pelos ritmos dos Anos 60. Em um clima cheio de alegria e fraternismo, os “brotinhos” de nosso regional se vestiram com vestidos de bolinhas e os “tremendões” vestidos de jaquetas de couro animaram o nosso Convívio. A pista de dança de nosso baile contou com a animação e apresentação das Fraternidades Santa Rosa de Viterbo, de São Luís, Santa Clara, de Tuntum  e Santa Rosa de Viterbo, de Barra do Corda. Com participação de todos os Jufristas e irmãos da OFS, foi um baile respeitado “morou”?!?!




Depois de encerrarmos o dia com tanta alegria, não podia ser diferente o nosso domingo. Logo cedo aconteceu o nosso despertar e já batia aquela sensação de saudade. Após o café matinal nosso Secretário Fraterno Regional abriu espaço na plenária para apresentação de relatório financeiro do Regional, que foi apresentado aos congressistas pelo nosso Secretário Fraterno Regional de Finanças, João Malaquias. Em seguida demos uma pausa e nos preparamos para a Santa Missa, muito bem celebrada pelo Frei Leonardo – OFM Cap., pároco da Igreja São Raimundo Nonato e concelebrada pelos nossos Assistentes Espirituais Regionais Frei Alessandro Rodrigues – OFM-Conv e Frei Gilberto – OFM. Após a celebração foi tirada a foto oficial com todos os Congressistas e retornamos a plenária onde foi lida, pelo secretário do nosso Congresso, Luís Gustavo, a ata de votação das reformas de nosso Estatuto, sendo aprovada por todos os Congressistas. Logo em seguida, nosso secretário Fraterno Regional apresentou o relatório de atividades realizadas pelo Regional ao longo do 1º ano de serviço deste secretariado. Em seguida os irmãos da Cidade de Bom Jardim, que acolherá o próximo CORJUFRA, em 2018, apresentaram um vídeo motivacional mostrando o que já nos aguarda no próximo ano.
            Nosso secretário concluiu com agradecimentos a todos os Jufristas que venceram todas as barreiras para chegar ao nosso CORJUFRA, aos irmãos da OFS que abrilhantaram nosso ₢ongresso, aos nossos assistentes Espirituais que tanto tem contribuído e se esforçado para acompanhar nossa Fraternidade Regional, as tias da Cozinha que foram incansáveis no preparo das deliciosas refeições que tivemos, à fraternidade local da OFS e a anfitriã, Santa Clara de Assis, que nos acolheu e não mediu esforços para bem servir a todos os irmãos e irmãs. Com a mesma reflexão inicial “Senhor que queres que eu faça”, concluímos o nosso Congresso na certeza de que o Senhor iluminará sempre os nossos passos para que saibamos sempre escolher a melhor parte, sem extinguir o Espírito que inflama o nosso carisma e fazer prevalecer em nossas vidas e em nossas fraternidades o que é bom!

Com as bênçãos do Senhor dada pelo nosso Assistente Espiritual, Frei Gilberto OFM, fomos arrumar as nossas malas, pegar nossos transportes e retornamos para nossas cidades levando para casa um tanto de saudades, mais também muita alegria e entusiasmo para caminhar em nossas fraternidades.
A Deus, louvor, honra e glória para sempre.

Rumo ao CORJUFRA 2018! Bom Jardim nos espera.

Fraternalmente, Paz e bem!

Glenylson Ribeiro
Secretário Fraterno (Presidente) Regional Jufra do Maranhão

FONTE: https://juframaranhao.blogspot.com.br/2017/07/nossa-grande-fraternidade-regional.html